domingo, 15 de novembro de 2009

Árvores da Caatinga - A IMBURANA




A IMBURANA

Nome Botânico: Commiphora leptophloeos

Família: Burseraceae
Sinônimos populares: umburana, emburana
A Imburana é árvore típica do Nordeste brasileiro, podendo chegar a uma altura média de 5 metros, muito esgalhada, com ramos tortuosos, com o tronco revestido de lâminas delgadas, lisas e lustrosas. As folhas são alternadas, verde-claro rosadas, ásperas e pequenas. A madeira da imburana é mole e leve, porém homogênea e rija, muito usada no artesanato, na marcenaria e na construção civil. A flor é pequena e vai do marrom ao laranja claro, reunidas em pequenos grupos. O período de floração fica entre setembro a dezembro. Seus frutos chegam ao máximo a 1,5 centímetros e são comestíveis quando bem maduros. A semente é ótima para problemas de digestão. No período da seca perde todas as folhas. A propagação é feita por sementes ou estacas. A mais comum é a utilização de estacas que plantadas antes do início das chuvas pegam com muita facilidade e por isso são usadas como cercas vivas nas propriedades rurais, evitando assim ter de sempre substituir as estacas velhas por novas. A casca da imburana, como medicamento, é muito utilizada pelos nordestinos, colocada em infusão ou como xarope, principalmente como cicatrizante e tratamento de feridas, gastrite, úlceras. Também é usada contra tosses, bronquites e inflamações do trato urinário. Por fornecer pólen e nectar para as abelhas o seu tronco é muito utilizado por esses insetos nativos para formação de colmeias. O tronco, por incisão fornece um bálsamo sucedâneo da terebentina, muito usado no fabrico de vernizes e lacres. A imburana é nativa do Nordeste e faz parte da cultura nordestina.

Quem de Xiquexique não conhece a imburana? Sempre presente nos locais onde existe o umbuzeiro, o seu fruto azedo e adstringente era bastante procurado por todos os meninos que entravam na Caatinga a cata de umbus.

Conservemos, pois as nossas poucas imburanas, pois além das múltiplas utilidades para o homem serve para recuperar solos e enriquecer capoeiras e vegetação degradada. Quando árvore velha o seu tronco tornado oco, cria espaço para morada das abelhas nativas.
O nobre conterrâneo Guaracy Teixeira, enviou-me valiosa contribuição sobre a árvore Umburana, enriquecendo o texto postado no Blog XIQUEXIQUE, à qual para conhecimento de todos, transcrevo abaixo:
OBSERVAÇÕES PESSOAIS SOBRE AS UMBURANAS

Há que se diferenciar a umburana-de-cheiro da umburana-de-boi. A umburana-de-cheiro é a que possui semente que funciona como excelente digestivo. Segundo os especialistas fitoterápicos é uma árvore aromática da qual se pode obter efeito anticoagulante, antiinflamatório, broncodilatador, cardiotônico, diaforético, estimulante, estomáquico, febrífugo, narcótico, peitoral. Toda esta gama de propriedades não afianço, mas, é um dos remédios mais eficazes que conheço para indisposições estomacais.
A semente aparece envolvida numa membrana translúcida e com uma cauda em forma de asa.

A vagem seca se abre presa ao galho e as sementes são lançadas ao espaço. Nesse momento, a cauda, tremulando ao vento, evita a queda vertical e, funcionando como um leme, leva o conjunto a pousar a distâncias inacreditáveis do ponto de origem do movimento. O vôo da semente da umburana-de-cheiro, ao cair, se assemelha ao vôo de um helicóptero. É a forma encontrada pela natureza para garantir a proliferação desconcentrada e dispersa em grandes áreas.
Embora a semente possua um sabor amargo e cáustico ela é muito cobiçada por animais como o veado e o caititu. É curioso o que tenho observado. Esses animais, quando as sementes estão a cair da árvore, vêm quase todos os dias à sua cata. A quantidade consumida por cada animal, no entanto, é ínfima. Tenho a impressão, e isso não possui comprovação científica, de que os animais se utilizam destas sementes como um poderoso digestivo. Vale ressaltar que a secagem das vagens e queda das sementes ocorre no período da seca, quando os animais ingerem muita fibra com pouca ou quase nenhuma água.
A umburana-de-cheiro esteve a ponto de desaparecer das nossas matas em vista do caráter predatório do seu corte para utilização em artesanato, por ser uma madeira mole e de fácil entalhe.
A semente é encontrada com facilidade em todas as feiras livres do nosso sertão e Xique-Xique não é uma exceção. Constituem uma fonte de renda para a população carente.
A despeito de todas as qualidades desta árvore, sou testemunha ocular de uma cena entristecedora. Certa feita, dirigi-me ao local onde sabia existir uma umburana-de-cheiro. Encontrei-a completamente desgalhada e os galhos espalhados à sua volta. Tratava-se de um extrativismo predatório. Alguém, sem qualquer senso de preservação ambiental, assim procedeu para que as vagens, ainda maduras, secassem ao chão de forma mais rápida e facilitasse o assim o processo de colheita, posteriormente. Soube depois que esse era um procedimento comum junto aos catadores de sementes. Fiquei estarrecido com tanta falta de sensibilidade. É uma pena!
A umburana-de-boi, por outro lado, é aquela com a qual se executa cercas com moirões vivos e possui frutos minúsculos e adstringentes. São árvores mais disseminadas nas nossas caatingas do que a umburana-de-cheiro. Essa última é árvore que ocorre com certa raridade como tudo que é especial.
Como curiosidade, tive um amigo topógrafo que, diariamente, mastigava algumas sementes de umburana-de-cheiro. Inquiri-o sobre a razão deste proceder e ele me disse que usava como afrodisíaco. Ponderei que conhecia a umburana-de-cheiro como excelente digestivo e regulador das funções estomacais. Ele, então, saiu-se com essa. Meu pai me dizia que o estômago funcionando a contento tudo mais flui normalmente. Tive que me calar e concordar.

3 comentários:

  1. CARO COLEGA GOSTEI MUITO DO QUE LI, NA MINHA REGIÃO NO INTERIOR DE MINAS. MAIS AINDA TENHO UMA DUVIDA, OS PES DE EMBURANAS DAQUI NÃO COM MUIRA FREQUENCIA NÃO TEM MUITOS VELHOS QUE EU NUNCA VI DAR FRUTOS QUERIA SABER POR QUE? OBRIGADO...

    ResponderExcluir
  2. Caro Juarez,
    Buscanco sobre a Imburana, achei seu blog o gual muito gostei.
    Vc está de parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Amigo Juarez!

    Parabéns pelo blog,gostei muito do que vi por aqui!!!

    Sou apaixonado pela caatinga nordestina,e sempre estou pesquisando novos assuntos,por isso cheguei ao seu blog e gostei da bela postagem sobre a Umburana(Uma das melhores representantes da flora da caatinga,além de ter uma grande importância para as abelhas nativas)...

    Abraço.
    Paulo Romero.
    Meliponário Braz.

    ResponderExcluir