domingo, 30 de setembro de 2012

Evangelho Dominical: USO DO NOME DE JESUS


Evangelho (Marcos 9,38-43.45.47-48)

Naquele tempo, 38João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem expulsar demônios em teu nome. Mas nós o proibimos, porque ele não nos segue”. 
39Jesus disse: “Não o proibais, pois ninguém faz milagres em meu nome para depois falar mal de mim. 40Quem não é contra nós é a nosso favor.
41Em verdade eu vos digo: quem vos der a beber um copo de água, porque sois de Cristo, não ficará sem receber a sua recompensa.
42E, se alguém escandalizar um destes pequeninos que creem, melhor seria que fosse jogado no mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço.
43Se tua mão te leva a pecar, corta-a! É melhor entrar na Vida sem uma das mãos, do que, tendo as duas, ir para o inferno, para o fogo que nunca se apaga.
45Se teu pé te leva a pecar, corta-o! É melhor entrar na Vida sem um dos pés, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno.
47Se teu olho te leva a pecar, arranca-o! É melhor entrar no Reino de Deus com um olho só, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno, 48‘onde o verme deles não morre, e o fogo não se apaga’”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 

sábado, 29 de setembro de 2012

Esporte em Xique Xique (BA): ESPORTE CLUBE CRUZEIRO


Esporte Clube Cruzeiro de Xique Xique (BA).


 No dia 1° de janeiro de 1981 os jovens desportistas xiquexiquenses, praticantes ou afeiçoados do futebol, Erisvaldo Rodrigues Nunes, Miguel Humberto Pereira de Souza, Enaldo Rodrigues Nunes, Ronildo Pires Barreto, Evaldo Rodrigues Nunes e Sílvio Carlos Sampaio Bandeira Júnior fundaram, na cidade de Xique Xique  o time de futebol denominado  Esporte Clube Cruzeiro de  Xique Xique, com sede na Rua Aurora, n° 214.
O primeiro presidente do  Clube  de futebol foi o jovem  Antonio Nunes Amâncio.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique - História de Chique Chique", de Cassimiro M. Neto.

ELEIÇÕES EM XIQUE XIQUE (BA)



Chega-me a informação de que a MM Juíza de Xique Xique (BA), por solicitação do Ministério Público, proibiu, a partir do dia 28 do mês em curso qualquer manifestação política na cidade, determinando, sob pena de pesada multa, o fechamento dos comitês políticos dos candidatos a prefeito municipal, a suspensão de  comícios e carreatas na Av. J.J. Seabra, a mais importante da cidade e o cancelamento dos comícios agendados pelos dois candidatos para o dia 04 de outubro p/vindouro, sob o argumento de "NÃO HAVER EFETIVO POLICIAL SUFICIENTE PARA PRESERVAR A TRANQUILIDADE PÚBLICA".
Vejamos, na íntegra, o Despacho da MM Juíza:

         I)Determinar o fechamento dos Comitês das Coligações Representadas, fixando-se, para hipótese de descumprimento, multa no importe de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por dia de descumprimento, solidária entre partido ou coligação e candidatos participantes, bem como crime de desobediência, dentre outros delitos, inclusive eleitorais;

     II) Suspender no município de Xique Xique, comícios, passeatas, carreatas, bem como qualquer outra forma de manifestação política com aglomeração de pessoas no âmbito da Avenida JJ Seabra e região, fixando-se para hipótese de descumprimento, multa no importe de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por dia de descumprimento, solidária entre partido ou coligação e candidatos participantes, bem como crime de desobediência, dentre outros delitos, inclusive eleitorais;

         III) Suspender os Comícios agendados por ambas as Coligações para o dia 04/10/2012, frente a insuficiência de efetivo policial para atender dois eventos simultâneos, fixando-se para hipótese de descumprimento, multa no importe de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por dia de descumprimento, solidária entre partido ou coligação e candidatos participantes, bem como crime de desobediência, dentre outros delitos, inclusive eleitorais;

        IV)  Determinar, ainda, que as Polícias Civil e Militar dissolvam, com o uso da força, se preciso for, qualquer manifestação que não observar as determinações acima.

É UMA VERGONHA!!!
A JUSTIÇA ELEITORAL ESTÁ SUSPENDENDO UM DIREITO CONSTITUCIONAL EM PROL DA SEGURANÇA DA POPULAÇÃO.
A NOSSA BELA  XIQUE XIQUE NÃO PODE ESTAR REFÉM DE POLÍTICOS IRRESPONSÁVEIS QUE NÃO PODEM (OU NÃO QUEREM) CONTROLAR OS SEUS CORRELIGIONÁRIOS E ELEITORES NO EXERCÍCIO DE UM DIREITO  DEMOCRÁTICO COMO É UMA CAMPANHA ELEITORAL. 

MENSAGEM BÍBLICA

HOUVE  UMA BATALHA NO CÉU: MIGUEL E SEUS ANJOS LUTARAM CONTRA O DRAGÃO.
Ap 12,7

Foto do Rio São Francisco: COMÉRCIO NAVEGANTE


O COMÉRCIO DAS BARCAS

A histórica foto registra um momento importante que é do conhecimento de todo beiradeiro: O comércio ambulante feito pelas barcas em todas as cidades e vilarejos situados na margem do Velho Chico.
Para grande número de comunidades ribeirinhas as barcas eram e continuam sendo o único estabelecimento comercial onde podem adquirir gêneros alimentícios e outras novidades.
Para que a nova geração de barranqueiros não estranhe, as barcas focadas são do tempo em que se usava a vela e o remo, proezas operadas pelos conhecidos remeiros.
Foto: Marcel Gautherot

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

PESSOAS DE IDADE


...são as que se encontram no alto da montanha da vida. 
Na vida só há duas possibilidades: morrer cedo ou envelhecer. Infelizmente para muitos só este verbo já causa arrepios. Acontece que  há outra maneira  de compreender o envelhecimento.  Este é um  processo que pode conduzir a uma etapa privilegiada da vida. Quem chega lá, chega ao topo da  montanha. A recompensa não se faz esperar: é lá do alto da montanha da vida que se descortinam as mais belas paisagens. Montanhas e vales, nascer e pôr do sol, nuvens escuras e céu estrelado, silêncio e os mais diferentes ruídos noturnos vão se alternando para  comporem uma sinfonia de beleza incomparável. Basta manter olhos e ouvidos abertos.
Frei Antônio Moser, OFM

SABEDORIA DE CHICO XAVIER


Quando você conseguir superar
graves problemas de relacionamentos,
não se detenha na lembrança dos momentos difíceis,
mas na alegria de haver atravessado
mais essa prova em sua vida.

Quando sair de um longo tratamento de saúde,
não pense no sofrimento
que foi necessário enfrentar,
mas na bênção de Deus
que permitiu a cura.

Leve na sua memória, para o resto da vida,
as coisas boas que surgiram nas dificuldades.
Elas serão uma prova de sua capacidade,
e lhe darão confiança
diante de qualquer obstáculo.

Uns queriam um emprego melhor;
outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta;
outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena;
outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos;
outros, ter pais.

Uns queriam ter olhos claros;
outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita;
outros, falar.
Uns queriam silêncio;
outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo;
outros, ter pés.

Uns queriam um carro;
outros, andar.
Uns queriam o supérfluo;
outros, apenas o necessário.


Há dois tipos de sabedoria:
a inferior e a superior.

A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe
e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.
Tenha a sabedoria superior.
Seja um eterno aprendiz na escola da vida.

A sabedoria superior tolera;
a inferior, julga;
a superior, alivia;
a inferior, culpa;
a superior, perdoa; a inferior, condena.
Tem coisas que o coração só fala
para quem sabe escutar!
Chico Xavier
 
 

MENSAGEM BÍBLICA

AS COISAS QUE DEUS FEZ SÃO TODAS BOAS NO MOMENTO OPORTUNO.
Ecl 3,11a

Fato Histórico de Xique Xique (BA): INSTALAÇÃO DA CÂMARA DE VEREADORES

A primeira Câmara Municipal de Xique Xique (BA) foi instalada no ano de 1834 e era formada por sete vereadores. Naquele ano a Câmara foi composta pelos seguintes cidadãos: Capitão-Mor Álvaro Antônio de Campos, Antônio Joaquim de Novais Sampaio, Ernesto Augusto da Rocha Medrado, João Xavier da Costa, Clemente Sancho Pereira da Franca, Manoel Netto Martins – que foi o primeiro Juiz de Paz Municipal – e Francisco Antônio da Rocha (Suplente).
O vereador  Capitão Bernardo de Magalhães e Souza mandou comunicado avisando que não poderia comparecer à festiva solenidade, por se achar doente de cama, tendo sido substituído pelo suplente Francisco Antônio da Rocha.
Serviu como secretário  o vereador Antônio Joaquim de Novais Sampaio, que lavrou a importante ata da instalação da Câmara.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique - História de Chique Chique", do Prof. Cassimiro Machado Neto.

OBS: Esta é mais uma prova de que o Município de Xique Xique (BA) foi criado no ano de 1832, tendo portanto 180 anos de existência, estando a nossa Câmara de Vereadores com 178 anos de atividades. 

Barcas e Carrancas do Rio São Francisco.

Carranca da segunda fase de Guarany, adquirida no ano de 1942 em Juazeiro (BA), pelo Engenheiro Gastão Prati de Aguiar e repassada ao Engenheiro Paulo Pardal em 1962.
Fonte: "Carrancas do São Francisco", de Paulo Pardal.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

MENSAGEM BÍBLICA

QUE PROVEITO TIRA ALGUÉM DE TODO O TRABALHO  COM QUE SE AFADIGA DEBAIXO DO SOL?
Ecl 1,3

Foto Antiga de Salvador (BA): SAVEIROS

Saveiros, pequenos barcos que faziam o transporte de mercadorias e passageiros na Bahia de Todos os Santos, ancorados em frente ao Mercado Modelo, em Salvador (BA).

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Crônica Minha Vida Bancária: O CASAMENTO DA FILHA


                  De 1964 a 1995, trabalhei como bancário numa instituição financeira federal e, no exercício da minha profissão, percorri os Estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Ceará, onde me aposentei, tendo fixado residência em Fortaleza. Durante esse período de 31 anos assisti e participei de muitas coisas que aconteceram dentro e fora das Agências Bancárias, tendo registrado algumas delas, as quais passo a divulgar, por interessantes. Os nomes dos colegas ou personagens e das Agências não são divulgados por questão de ética. 



       CASAMENTO DA FILHA
          Juarez M. Chaves
Dr. Faustino Neto  era um médico e pecuarista  muito  conceituado e querido pelo povo, que tive o prazer de conhecer  quando trabalhando numa pequena cidade do interior  exercia a Chefia do Setor de Crédito Rural e Industrial da Agência, nos idos de 1969/1970. 
O querido e conceituado médico, não sendo oriundo daquele Estado, aportara àquela pequena cidade ainda recém formado e por lá se instalou e constituiu família numerosa ao se casar com moça de ilustre ascendência. 
        Já o conheci sexagenário, ainda no exercício da medicina, administrando sua excelente fazenda repleta de gado indubrasil e mantendo os filhos estudando em Salvador. Nessa época aconteceu o casamento da sua filha primogênita, recém-formada em Economia, evento de grande importância na cidade e que foi prestigiado por toda a elite política, pois a noiva tinha como tio materno um ex  governador do Estado.
          Para o enlace ficar a altura dos grandes casamentos aristocráticos, era imprescindível que a cobertura fotográfica fosse feita pelo famoso fotógrafo Irineu Carvalho, procurado por todas as noivas daquela época e com estúdio na capital. Dr. Faustino, homem de posses não poderia negar esse prêmio à sua primeira filha que se casava mesmo porque o referido fotografo  era originário da sua cidade, sendo, portanto,  bastante conhecido da família. Partiu então o médico com destino à capital do Estado,  afim de contratar os trabalhos do fotógrafo para o grande evento que iria abrilhantar a sociedade local.
         Chegando ao famoso atelie fotográfico o médico fazendeiro foi surpreendido com uma visão que o deixou deveras constrangido e  contrariado pois não imaginava que o jovem fotógrafo, filho de um amigo seu, tivesse adotado a moda do cabelo comprido. Dr. Faustino tinha verdadeira ojeriza a homem que usava cabelo comprido. Não aceitava e radicalizava tanto, nesse sentido, que não permitia o acesso em sua residência de homem com cabelo de mulher, como costumava dizer. Mesmo que fosse amigo do seu filho que nessa época estudava medicina em Salvador.
         Ao receber Dr. Faustino em seu estúdio, Irineu  parou o que estava fazendo e dirigiu-se ao famoso médico para lhe dar as boas vindas e colocar-se à disposição do mesmo. Fez isso não somente por profissionalismo, mas também pelo afeto que dedicava aquele homem, que desde criança o via  exercendo a medicina em sua cidade.
         Dr. Faustino meio encabulado disse qual o motivo que o trazia ali. Em breve a sua filha iria casar-se e tanto ela quanto ele faziam questão de que o evento fosse fotografado por Irineu,  o mais famoso fotógrafo do Estado. Irineu disse-lhe ter tomado  conhecimento do enlace  e para ele seria a maior honra ser destacado para fazer a cobertura fotográfica de tão importante cerimônia.
         Dr. Faustino, no entanto, ainda meio encabulado com o comprimento do cabelo do fotógrafo, disse-lhe, com o maior cuidado e diplomacia possíveis, que viera para contratá-lo, entretanto gostaria que a cobertura fotográfica do casamento fosse feita por ele mas “com cabelo de homem”. Irineu, sabedor da posição do médico  com respeito aos cabeludos, achou graça e aceitou a condição imposta dizendo que no dia do casamento se apresentaria com o “cabelo de homem”, já que essa era a condição para contratá-lo.
         Dito e feito. No dia do casamento eis que chega Irineu com o cabelo cortado rente ao couro cabeludo, quase irreconhecível,  para satisfação e gáudio do Dr. Faustino que, de braços abertos foi recebê-lo, sorridente, na entrada da casa. Feito o trabalho e entregue o belo álbum de fotos, chega o momento do acerto de contas. Nessa hora, o fotógrafo, com toda a tranqüilidade, informa ao médico que os serviços fotográficos custaram 50 % (cinquenta por cento) a mais da quantia que normalmente cobrava, ante a condição imposta de que ele se apresentasse com “cabelo de homem”.
         Como homem justo que era, Dr. Faustino pagou a conta sem questionar adquirindo mais uma experiência na vida de que cada exigência  tem seu preço. FIM

        

MENSAGEM BÍBLICA

E ENVIOU-OS A PROCLAMAR O REINO DE DEUS E CURAR OS ENFERMOS.
Lc 9,2

terça-feira, 25 de setembro de 2012

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

MENSAGEM BÍBLICA

PORQUE A QUEM TEM SERÁ DADO; E DE QUEM NÃO TEM, ATÉ MESMO O QUE PENSA TER SERÁ TIRADO.
Lc 8,18b

domingo, 23 de setembro de 2012

Evangelho Dominical: SEGUNDO ANÚNCIO DA PAIXÃO.


Evangelho  de São Marcos 9,30-37.
30 Tendo partido dali, Jesus e seus discípulos atravessaram a Galiléia. Não queria, porém, que ninguém o soubesse.
31 E 9 ensinava os seus discípulos: “O Filho do homem será entregue nas mãos dos homens, e matá-lo-ão; e ressuscitará três dias depois de sua morte”.
32 Mas não entendiam estas palavras; e tinham medo de lho perguntar.
33 Em seguida, voltaram para Cafarnaum. Quando já estava em casa, Jesus perguntou-lhes: “De que faláveis pelo caminho?”
34 Mas eles calaram-se, porque pelo caminho haviam discutido entre si qual deles seria o maior.
35 Sentando-se, chamou os Doze e disse-lhes: “Se alguém quer ser o primeiro, seja o último de todos e o servo de todos”.
36 E tomando um menino, colocou-o no meio deles; abraçou-o e disse-lhes:
37 “Todo o que recebe um destes meninos em meu nome, a mim é que recebe; e todo o que recebe a mim, não me recebe, mas aquele que me enviou”.
Palavra da Salvação

sábado, 22 de setembro de 2012

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

MENSAGEM BÍBLICA

HÁ UM DEUS E PAI DE TODOS, QUE ESTÁ ACIMA DE TODOS, QUE AGE POR MEIO DE TODOS E EM TODOS.
Ef 4,6

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

COMEMORAÇÃO DO DIA

HOJE SE COMEMORA O DIA DO ORTOPEDISTA.

MENSAGEM BÍBLICA

O AMOR É PACIENTE, O AMOR É BENIGNO, NÃO É INVEJOSO; O AMOR NÃO É ORGULHOSO, NÃO SE ENVAIDECE.
1Cor 13,4

O MÉDICO XIQUEXIQUENSE DR. CLODOALDO DE MAGALHÃES AVELINO


Clodoaldo de Magalhães Avelino
1899-1983
          
O dia 13 de setembro de 1983 foi de luto para a cidade baiana de Xique-Xique, às margens do Rio São Francisco. Ao receber a notícia do falecimento de um dos seus mais ilustres filhos ocorrido em Belo Horizonte, toda a comunidade chorava o passamento do querido médico, professor, escritor, poeta e conferencista Clodoaldo de Magalhães Avelino, que ali nascera 84 anos antes, em 23 de janeiro de 1899.
         Em Belo Horizonte, onde viveu boa parte de sua vida sem desvincular-se do torrão natal, deixou marcas indeléveis de sua trajetória de espírito sábio e benevolente, humilde e fraterno, inteiramente dedicado à causa do bem e do amor ao próximo.
         Formado em Medicina, em 1924, pela Universidade Federal da Bahia, trabalhou como clínico geral e obstetra, especializando-se posteriormente em oftalmologia, em curso realizado em 1938 na mesma Universidade, onde também fez o doutorado.
         Clinicou inicialmente em Januária, cidade do norte de Minas, onde foi eleito vereador e presidente da Câmara Municipal. Buscando servir mais e melhor, percorreu o sertão baiano e o mineiro, atendendo a todos os pacientes com inexcedível solicitude e carinho, mesmo aqueles - a maioria - que não podiam pagar-lhe os módicos honorários médicos. Exerceu também a profissão como capitão-médico do Exército Brasileiro.
         Casou-se com Adelaide de Campos, jovem criada pelo renomado espírita baiano José Florentino de Senna, mais conhecido como José Petitinga. Foi com esse pioneiro do Espiritismo na Bahia, fundador da União Espírita Baiana em dezembro de 1915, que o jovem Clodoaldo, ainda estudante de Medicina, teve as primeiras informações sobre a Doutrina Espírita que abraçou com entusiasmo e cujos ensinamentos passou a vivenciar no seu dia a dia. Retorna à cidade do Salvador em agosto de 1968, convidado a participar do 2º Congresso Espírita da Bahia, realizado nos dois últimos dias daquele mês, sendo vivamente aplaudido ao encerrar lúcida exposição sobre o tema "Espiritismo e Parapsicologia".
         Em 23 de agosto de 1950, já radicado em Belo Horizonte, experimentou a dor da viuvez. Pouco antes de desencarnar, a companheira querida, musa de seu estro poético, pede-lhe que se case com Honorina Xavier, que vivia em companhia do casal.
         Dois anos mais tarde o pedido foi cumprido. Após vida conjugal de mútuo entendimento e alegria, sofre a segunda viuvez em 23 de novembro de 1971.
         Apesar de ter-se casado duas vezes, não teve filhos biológicos. Teve, porém, filhos do coração. Entre esses filhos, acha-se a sobrinha Yone Margarida Magalhães Xavier, amparada por ele a partir dos dez anos e que se tornou professora de História Natural pela UFMG, tendo lecionado em várias escolas, inclusive, no Colégio O Precursor, fundado pela União Espírita Mineira. Casou-se com o Dr. Raymundo Brina Diógenes, que assim se manifesta sobre o sogro:
         Foi pai sem ter os filhos da embriogenia da carne, todavia pôde ter os filhos da alma”.
         Agasalhou na umbela virtuosa do seu descortino e da sua pedagogia incomparável, dezenas e dezenas de criaturas, que a sorte sabiamente lhe entregara. Uns, escorraçados da vida, sem lar e sem afeto. Outros, parentes consangüíneos oriundos de plagas remotas. Outros ainda sem qualquer laço terreno, mas fecundados no santo cadinho dos compromissos reencarnatórios, assumidos nas eras perdidas da Eternidade.
         Em que pesassem o seu extremado desvelo e a sua dedicação paternal, não esteve liberto dos ventos gelados das ingratidões humanas, todas pagas com o seu indulgente esquecimento, porque sempre esteve muito acima das mazelas planetárias e da mesquinhez das criaturas."
         Em Belo Horizonte, onde residiu por longos anos, colaborou ativamente com o Movimento Espírita, participando de eventos promovidos pela União Espírita Mineira, entre os quais o III Congresso Espírita Mineiro em 1944.
         Foi presidente do Hospital Espírita André Luiz e integrou a Diretoria do Abrigo Jesus, a mais antiga entidade assistencial para a infância da Capital Mineira, de 1943 a 1969, levando às meninas ali internadas toda sua solicitude paternal, inclusive cuidando da saúde delas juntamente com os médicos José Di Schembri e Delcides Baumgratz.
         Em 1946, com os amigos Anísio Cunha e seus filhos Hércules e Leo, Sebastião Silva Oliveira, Altair Fabrício Pinto, Antônio Ornelas, Marilena Correa Ornelas, Pedro Teotônio Alves Borges e José Leone Cerqueira fundou o Cenáculo Espírita Aba Josepho, do qual foi o primeiro presidente, casa em funcionamento até hoje.
         Apesar de espírita notório, já que era diretor do Abrigo Jesus, localizado no mesmo bairro, aceitou convite para dirigir o corpo de saúde da Ação Social Padre Eustáquio, órgão vinculado à paróquia do mesmo nome, em verdadeiro testemunho de fraternidade e ecumenismo.
         A par dessas atividades exercia o sacerdócio da Medicina em seu consultório, onde atendia a população humilde e pouco favorecida do bairro em que residia, suprindo com amor e devotamento a ausência do poder público.
         Esteve sempre ligado ao povo de sua terra natal, auxiliando-o mesmo vivendo em Belo Horizonte. Construiu em Xique-Xique, com recursos próprios, o Abrigo Albergue Ana Avelino, o Hospital Espírita Agrário Avelino, a sede do Núcleo Espírita Agostiniano e o prédio da Escola José Petitinga.
         Por ocasião do centenário de seu nascimento, em 1999, sua vida foi exaltada por todos aqueles que o conheceram e admiram. A Assembléia Legislativa de Minas Gerais e a Câmara de Vereadores de Xique-Xique tributaram-lhe honrosas homenagens. Na cidade natal, por iniciativa de amigos e familiares, teve inaugurado o busto em bronze, erguido na Praça Allan Kardec, bem próximo ao Centro Espírita Agrário Avelino, nome do seu genitor.
         O historiador espírita Antônio de Sousa Lucena disse: "Clodoaldo de Magalhães Avelino, espírita de arraigadas convicções e de constante e abnegada militância, foi o que se pode denominar de espírita cristão, no mais justo sentido da palavra."

Fonte: O Espírita Mineiro.
Em 06.04.2009.


Pessoas Ilustres de Xique Xique (BA): Dr.Clodoaldo Avelino


Dr. Clodoaldo de Magalhães Avelino

No dia 23 de janeiro de 1899 nasceu em Xique Xique (BA) o Dr. Clodoaldo de Magalhães Avelino, filho do Cel. Agrário de Magalhães Avelino e de Francisca de Magalhães Avelino.
Dr. Clodoaldo era afetuosamente conhecido por todos, familiares e amigos,  como Dr. Dozinho.
O seu genitor, Cel. Agrário de Magalhães Avelino foi intendente em Xique Xique (BA) no período de 1922 a 1926.
 Após concluir o equivalente ao curso Primário, no ano de 1909, em Xique Xique (BA), na escola Isolada estabelecida na sala da própria residência da Professora Josefina, foi encaminhado pelos pais para Salvador (BA),,onde fez o curso Ginasial no Colégio Carneiro Ribeiro e o Curso Colegial, no Colégio Ipiranga, tendo ingressado na Faculdade de Medicina da Bahia, formando-se, como o primeiro médico de Xique Xique (BA), no ano de 1924, com especialização em oftalmologia e otorrinolaringologia, tendo, além  de médico, exercido  ainda as funções de professor e militar. 
Fundou em Xique Xique (BA) o Centro Espírita Agostinianos, a Escola José Petitinga e o Hospital Ana Avelino – hoje extinto. 
Trabalhou como médico em Xique Xique (BA), Barreiras (BA), Januária (MG) e Belo Horizonte (MG), onde fixou residência em definitivo.
Nessas cidades exerceu a medicina em carater voluntário e gratuitamente junto à população mais humilde
 Participou, em dezenas de localidades brasileiras, de grande número de congressos e conferências e recebeu diversos títulos e honrarias.
Doutor Dozinho casou-se em primeiras núpcias com a Sra. Adelaide de Campos Avelino e ao ficar viúvo casou-se em segunda núpcias com a Sra. Honorina Xavier Avelino. Não tiveram filhos. 
Doutor Dozinho faleceu no dia 13 de setembro de 1985, aos 86 anos de idade, na cidade de Belo Horizonte (MG), onde foi sepultado. 
Naquela data  o Prefeito Municipal de Xique Xique (BA), Sr. Carlos de Souza Santos decretou luto oficial por três dias. 
No dia 23 de janeiro de 1999, data do centenário do seu nascimento a Câmara de Vereadores de Xique Xique (BA) homenageou-o  com a colocação do seu nome numa rua do  bairro Polivalente, zona leste da cidade e um busto seu na Praça Allan Kardec.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique (História de Chique-Chique)", de Cassimiro Machado Neto.

 

terça-feira, 18 de setembro de 2012

COMEMORAÇÃO DO DIA

HOJE SE COMEMORA O DIA DOS SÍMBOLOS NACIONAIS, O DIA DA TV BRASILEIRA, O DIA DO PERDÃO, O INÍCIO DA SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO.

MENSAGEM BÍBLICA

ORA, VÓS SOIS O CORPO DE CRISTO E CADA UM, POR SUA VEZ, É UM MEMBRO.
1Cor 12,27

Barcas que navegam por Xique Xique (BA).

BARCA "KALIVIA", ANCORADA.
Foto de Layno Sampaio Pedra.

Lago Ipueira: COMÉRCIO DE CERÂMICAS

A argila, conhecida em Xique Xique (BA) como "barro de louça", é muito utilizada, pelos moradores nas ilhas, para a confecção de utensílios domésticos, com predominância dos "potes" utilizados para guardar água potável.
Nos fins de semanas, dias de feira, a beira do Lago fica repleta dessas mercadorias que são trazidas de barcas ou de paquetes pelos ilhéus. 

Foto Interessante de Xique Xique (BA): REDES DE PESCAR

Desde os seus primórdios, Xique Xique (BA) tem sido uma cidade eminentemente pescadora  ante a sua situação à margem do Rio São Francisco.
Por isso é muito comum avistar-se, em plena via pública, mulheres de pescadores tecendo as redes de pescar que serão utilizadas por seus maridos.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

COMEMORAÇÃO DO DIA

HOJE SE COMEMORA O DIA DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO DE CARGA.

MENSAGEM BÍBLICA

POIS TODAS AS VEZES QUE COMERDES DESSE PÃO E BEBERDES DESSE CÁLICE ANUNCIAREIS A MORTE DO SENHOR, ATÉ QUE ELE VENHA.
1 Cor 11,26

domingo, 16 de setembro de 2012

Arte Sacra na Bahia: CÁLICE

CÁLICE E PATENA DE OURO MACIÇO REPUXADO E CINZELADO COM INCRUSTAÇÕES DE QUATRO ESMERALDAS NA BASE.
PEÇA  DO SEC. XVII DE PROPRIEDADE DO CONVENTO DO DESTERRO EM SALVADOR (BA).
Fonte: Bahia: Tesouros da Fé
Foto:Sérgio Benutti

Foto Aérea de Xique Xique (BA): VISTA DA CIDADE

Foto aérea de Xique Xique (BA), obtida a partir da Ilha do Gado Bravo. 
Em primeiro plano o início do Lago Ipueira que banha a cidade.

Foto Denúncia: AS BANCAS DO MERCADO DO PEIXE

No que pese o principal produto de Xique Xique (BA) ser o pescado, essa mercadoria não recebe as mínimas condições de higiene quando é  exposta ao consumidor final.
O Mercado do Peixe, local onde a população de Xique Xique (BA) adquire o peixe, base da alimentação do beiradeiro, apresenta-se como um exemplo máximo da falta de higiene. Um verdadeiro caso de polícia, vez que a saúde pública continua omissa.
A foto que ilustra essa matéria é de uma banca desse mercado, onde, diariamente são expostos peixes frescos recém saídos do rio.
Como vêm a sujeira  é gritante e diária.
Pelo menos nessa época de eleições, as nossas autoridades municipais deveriam dedicar uma pequena parcela de atenção a esse equipamento público.

sábado, 15 de setembro de 2012

COMEMORAÇÃO DO DIA

HOJE SE COMEMORA O DIA DO MUSICOTERAPIA E DO MUSICOTERAPEUTA.

MENSAGEM BÍBLICA

JUNTO À CRUZ DE JESUS ESTAVAM DE PÉ SUA MÃE, A IRMÃ DE SUA  MÃE, DE CLÉOFAS, E MARIA MADALENA.
Jo 19,25

Enchente de 1979 em Xique Xique (BA): PRAÇA D. MÁXIMO

A enchente do Rio São Francisco no ano de 1979, uma das maiores, inundou grande parte de Xique Xique (BA).
A foto mostra o lado sul da Praça D. Máximo, pegando a lateral da Igreja do Senhor do Bonfim e ao fundo a Praça 6 de julho ou "Praça da Caldeira".
Foto Afonso

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

MENSAGEM BÍBLICA

AO CONTRÁRIO, AMAI OS VOSSOS INIMIGOS, FAZEI O BEM  E EMPRESTAI SEM NADA ESPERAR EM TROCA, E GRANDE SERÁ A VOSSA RECOMPENSA.
Lc 6,35a

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Dinheiro, Deuses & Poder: JUDEA, HERODES I, O GRANDE

MOEDA DE HERODES I
(a/capacete/estrela - r/Tripod).
(40/04 a.C) AE 8 Protoh (26mm, 8,79 g).

Moedas de Herodes I, o Grande, circularam na Judeia sem a independência das moedas dos Macabeus. A desesperada resistência dos judeus ao domínio romano culminou com a destruição do templo de Jerusalém no ano 70 d.C.,  com a mortandade em massa dos que não conseguiram escapar dos legionários.
Fonte:Coleção Spíndola - Nomus Brasiliana

Foto Antiga de Xique Xique (BA): Praça D. Máximo - 1946

Praça D. Máximo nos idos da década de 1940, quando ainda não existia o jardim que foi construído pelo Sr. João Rodrigues Soares, 2º Prefeito de Xique Xique (BA) (1951/1955) e a Praça Getúlio Vargas.
Em destaque 3 prédios que eram referências na cidade: o "Ponto Chic", primeiro a direita, o Armarinho de D. Tidinha, à direita no meio da Praça Getúlio Vargas e, o prédio que abrigou a Agência do Banco do Estado da Bahia - BANEB, quando chegou no ano de 1961.

Parque Aquático de Xique Xique (BA): Brinquedos Infantis


Recanto do Parque Aquático de Xique Xique (BA), destinado ao lazer das crianças. É formado por pequenas e rasas piscinas ornadas com apropriados  tobogãs que permitem uma saudável e segura permanência dos pequenos nesses brinquedos.

MENSAGEM BÍBLICA

FELIZES OS FAMINTOS DE AGORA, PORQUE SEREIS SACIADOS. FELIZES OS TRISTES DE AGORA, PORQUE HAVEIS DE RIR.
Lc 6,21

terça-feira, 11 de setembro de 2012

MENSAGEM BÍBLICA

NÃO SABEIS QUE OS SANTOS VÃO JULGAR O MUNDO? E SE O MUNDO FOR JULGADO POR VÓS, SEREIS INDIGNOS DE  JULGAR COISAS DE MENOR IMPORTÂNCIA?
1Cor 6,2

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

COMEMORAÇÃO DO DIA

DIA MUNDIAL DA PREVENÇÃO DO SUICÍDIO

MENSAGEM BÍBLICA

LIVRAI-VOS DO FERMENTO VELHO PARA SERDES MASSA NOVA, VISTO QUE SOIS SEM FERMENTO.  POIS CRISTO, A NOSSA PÁSCOA, JÁ FOI IMOLADO.
1Cor 5,7

CRÔNICA DE DEMÓSTHENES SILVA: Estádio Dr. Hélcio Bessa


O GRANDE ESTÁDIO DE XIQUE-XIQUE CUJA CONSTRUÇÃO DEVEMOS AO JOVEM DIRETOR DR. HÉLCIO BESSA.
                                                   Demosthenes Silva
Como em Megara, nos jardins de Almirca Barca, eu quero levar-te agora a passear, ó negra minha, pelos verdejantes gramados do Estádio da minha terra.
É uma concepção olímpica da raça, no plasmar o abrigo de cimento aos seus adeptos do esporte.
É um anfiteatro de mudas escadarias a contemplar sorrisos de triunfo entre as amargas lágrimas da derrota.
A mudez destas escadarias esconde, dentro da placidez das tardes, muitos soluços de heróis e muitos sonhos, entre uma branca caravana de lenços a adejar, levando, às vezes, uma saudade, dentro da significação profunda de uma dor.
É este, negra, minha bela, o estádio das derrotas e das vitórias, de cuja grama se eleva um canto de triunfo daquele que o construiu para a grandeza esportiva da nossa terra e para o espartânico orgulho da nossa mocidade! Parece um deus pagão o construtor do nosso Estádio. Dr. Hélcio Bessa é o super-hornem que o fez.
Quanto esforço e quanto sacrifício, quanta noite adormida e quanta manhã de luta! Quanta mão estirada implorando a verba e quanto obrigado ao receber a mesma!
Foi desta forma, negra, minha bela, que se fez este estádio, em cujas escadarias nos debruçamos neste momento, com os olhos voltados ao céu sereno que o cobre, num gesto de agradecimento a quem o fez num sublime contemplar a quem o ama!
Publicado no "Jornal de Xique Xique”, jornal de sua fundação, em Janeiro de 1967.

sábado, 8 de setembro de 2012

COMEMORAÇÃO DO DIA

DIA MUNDIAL DA ALFABETIZAÇÃO E DIA NACIONAL DE LUTA POR MEDICAMENTOS.

MENSAGEM BÍBLICA

JOSÉ, FILHO DE DAVI, NÃ TENHAS MEDO DE RECEBER MARIA, TUA ESPOSA, POIS O QUE NELA FOI GERADO VEM DO ESPÍRITO SANTO.
Mt 1,20

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

terça-feira, 4 de setembro de 2012

MENSAGEM BÍBLICA

E NÓS RECEBEMOS, NÃO O ESPÍRITO DO MUNDO, MAS O ESPÍRITO QUE VEM DE DEUS, PARA QUE CONHEÇAMOS OS DONS QUE DEUS NOS CONCEDEU.
ICor 2,12

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

COMEMORAÇÃO DO DIA

DIA DAS ORGANIZAÇÕES POPULARES, DIA NACIONAL DO BIÓLOGO E DIA DO GUARDA CIVIL.

MENSAGEM BÍBLICA

POIS RESOLVI NADA SABER ENTRE VÓS A NÃO SER JESUS CRISTO, E ESTE CRUCIFICADO.
1 Cor 2,2

Historia do Crédito Rural: FUGA DO MUTUÁRIO



                                                                  FUGA DO MUTUÁRIO NA "GARANTIA"

Durante os 31 anos em que servi no Banco do Nordeste do Brasil, de 1964 a 1995, sempre trabalhei na concessão de créditos destinados à Indústria, à Agricultura e à Pecuária, conhecidos  como créditos especializados.
 No entanto, com exceção das grandes agências nas capitais o que preponderava era o crédito às atividades agrícolas, conhecido como crédito rural. O Banco sempre teve um carinho muito especial por essa modalidade de financiamento e por isso dotava as agências, mesmo as menores, de uma estrutura de pessoal treinada para concessão desse tipo de empréstimo. 
Entre esses  servidores incluíam-se  técnicos  que trabalhavam diretamente junto ao pequeno agropecuarista, com visitas ao imóvel rural, objetivando  avaliar o que o produtor rural estava propondo e, após a concessão do empréstimo, acompanhar e orientar as atividades financiadas para que o empreendimento obtivesse êxito.
Por isso, sempre que voltavam do campo, esses técnicos apresentavam ao Banco relatórios ou laudos individuais de cada um dos clientes visitados ou acompanhados. 
Eventualmente, constavam nesses documentos pequenas estórias e frases interessantes que apenas representavam a forma sucinta de  relatar  a situação de cada empréstimo
No caso em tela o pequeno produtor rural recebera um financiamento para custear a sua lavoura, cuja garantia, nesse tipo de empréstimo  é o penhor agrícola da safra financiada. 
Pela forma como o fiscal encerrou o laudo, tudo indica que, além do penhor agrícola, o banco, por motivos que não se entende, pegou, ainda, como garantia subsidiária do financiamento o penhor pecuário de um animal de montaria. 
Quando o fiscal chegou ao imóvel rural para  após a visita  autorizar a liberação da verba da colheita, deve ter constatado a frustração total da lavoura financiada e, tudo indica, a roça abandonada. 
Em conversas com os vizinhos, tomou conhecimento de que o cliente, ante o fracasso total da lavoura, se ausentara  da roça para não ter contato com o preposto do banco e que isso fora feito montado num burro de sua propriedade. 
Ante a informação da fuga do mutuário e julgando que o burro, também estivesse participando da garantia do empréstimo na condição de penhor pecuário,  não titubeou e emitiu a seguinte conclusão: 
“A lavoura nada produziu. Mutuário fugiu montado na garantia subsidiária.


domingo, 2 de setembro de 2012

IMPORTANTE AULA DE DIREITO

Uma manhã, quando o novo professor de "Introdução ao Direito" entrou na sala, a primeira coisa que fez foi perguntar o nome a um aluno que estava sentado na primeira fila:
     - Como se chama?
     - Chamo-me Juan, senhor.
     - Saia de minha aula e não quero que voltes nunca mais!- gritou o desagradável professor.
Juan estava desconcertado.
Quando voltou a si, levantou-se rapidamente, recolheu suas coisas e saiu da sala.
Todos estávamos assustados e indignados, porém ninguém falou nada.
     - Agora sim! - e perguntou o professor - para que servem as leis?...
Seguíamos assustados porém pouco a pouco começamos a responder à sua pergunta:
     - Para que haja uma ordem em nossa sociedade.
     - Não! - respondia o professor.
     - Para cumpri-las.

     - Não!

    - Para que as pessoas erradas paguem por seus atos.

    - Não!!

    - Será que ninguém sabe responder a esta pergunta?!
    - Para que haja justiça - falou timidamente uma garota.
    - Até que enfim! É isso... para que haja justiça.

E agora, para que serve a justiça?

Todos começávamos a ficar incomodados pela atitude tão grosseira.
Porém, seguíamos respondendo:

    - Para salvaguardar os direitos humanos...
    - Bem, que mais? - perguntava o professor.
    - Para diferençar o certo do errado... Para premiar a quem faz o bem...

    - Ok, não está mal porém... respondam a esta pergunta:

Agi corretamente ao expulsar Juan da sala de aula?...

Todos ficamos calados, ninguém respondia.
    - Quero uma resposta decidida e unânime!
    - Não!! - respondemos todos a uma só voz.

   - Poderia dizer-se que cometi uma injustiça?

   - Sim!!!
   - E por que ninguém fez nada a respeito?
Para que queremos leis e regras
se não dispomos da vontade necessária para praticá-las?
  - Cada um de vocês tem a obrigação de reclamarquando presenciar uma injustiça. Todos.
Não voltem a ficar calados, nunca mais! 
- Vá buscar o Juan - disse, olhando-me fixamente.
Naquele dia recebi a lição mais prática no meu curso de Direito.
Quando não defendemos nossos direitos
perdemos a dignidade e a dignidade não se negocia.

(Autor desconhecido)

Evangelho Dominical: Discussão Sobre as Tradições Farisaicas

MARCOS 7,1-8.14-15.21-23
 Alguns fariseus e alguns mestres da Lei que tinham vindo de Jerusalém reuniram-se em volta de Jesus. Eles viram que alguns dos discípulos dele estavam comendo com mãos impuras, quer dizer, não tinham lavado as mãos como os fariseus mandavam o povo fazer. 
(Os judeus, e especialmente os fariseus, seguem os ensinamentos que receberam dos antigos: eles só comem depois de lavar as mãos com bastante cuidado. E, antes de comer, lavam tudo o que vem do mercado. Seguem ainda muitos outros costumes, como a maneira certa de lavar copos, jarros, vasilhas de metal e camas.) 
Os fariseus e os mestres da Lei perguntaram a Jesus: 
- Por que é que os seus discípulos não obedecem aos ensinamentos dos antigos e comem sem lavar as mãos?
Jesus respondeu:
- Hipócritas! Como Isaías estava certo quando falou a respeito de vocês! Ele escreveu assim:
"Deus disse:
Este povo com a sua boca diz que me respeita, mas na verdade o seu coração está longe de mim. A adoração deste povo é inútil, pois eles ensinam leis humanas como se fossem mandamentos de Deus." 
E continuou:
- Vocês abandonam o mandamento de Deus e obedecem a ensinamentos humanos.
Jesus chamou outra vez a multidão e disse:
- Escutem todos o que eu vou dizer e entendam! Tudo o que vem de fora e entra numa pessoa não faz com que ela fique impura, mas o que sai de dentro, isto é, do coração da pessoa, é que faz com que ela fique impura.
Porque é de dentro, do coração, que vêm os maus pensamentos, a imoralidade sexual, os roubos, os crimes de morte, os adultérios, a avareza, as maldades, as mentiras, as imoralidades, a inveja, a calúnia, o orgulho e o falar e agir sem pensar nas conseqüências. Tudo isso vem de dentro e faz com que as pessoas fiquem impuras."

Esporte em Xique Xique (BA): BOTAFOGO DE XIQUE XIQUE (BA)


 Botafogo Futebol Clube

No ano de 1968, o  jovem desportista Antonio Henrique Moraes Soares (ZICO), junta um grupo de amigos e funda, no dia 09 de abril de 1968 o Botafogo Futebol Clube, da cidade de Xique Xique (BA) com sede localizada na Praça D. Maximo, tendo esse desportista sido escolhido para ser o primeiro presidente da agremiação.
No dia 10 de abril de 1968 o Botafogo Futebol Clube faz seu jogo de estréia, empatando em 1 x 1 contra o time do Esporte Clube Brasil, com  a seguinte escalação: Curiango, Gilberto, Vieira, Bel e Dinho; Batista e Paulo Neres; Gercino, Neguinho, Dibinha e Rodrigo Bessa. 

sábado, 1 de setembro de 2012

PARQUE AQUÁTICO DE XIQUE XIQUE (BA): LEILÃO?


LEILÃO DO PARQUE AQUÁTICO?
O fotógrafo e cinegrafista  Edson Nogueira Ribeiro publicou no seu blog TV- Xique Xique, no dia 1º de setembro,  a seguinte notícia:

"A prefeitura lançou um edital em 13/01/2004, assinado pelo presidente de licitação da prefeitura Luciano Pereira de Carvalho, estabelecendo o valor mínimo de cinco milhões e quinhentos mil reais, designando o dia 17 de fevereiro de 2004, na praça D. Máximo, em frente à prefeitura para ocorrência do leilão. Publicado no Diário Oficial de 14/01/2004. Tem também um decreto municipal que autoriza o prefeito a leiloar o PAPP.
 O Fórum da Cidadania de Xique-Xique entrou com uma ação popular pedindo a suspensão do leilão, pois no edital não foi explicado como seria aplicado o dinheiro da venda do PAPP e também a administração estava com várias denúncias de subfaturamento, desvio de dinheiro, impropridade adminsitrativa. Também colocamos na ação popular que era um ano eleitoral e em final de mandato para não usar os recursos para reeleição e compra de votos. O custo de construção do PAPP na epoca era mais de R$ 10.000,000,00 ( Dez milhões de reais) e foi orcado para venda por R$ 5.500,000,00 ( cinco milhões e quinhetos mil reais)
 Em 09/02/2004 o Ministério Publico, sendo a promotora Dra. Luciana Khoury notifica o prefeito Jose Magalhães a suspender o leilão. Diz a promotora no seu parecer. “ Vimos a requerer a Vossa Senhoria seja suspenso o leilão previsto para 17 de ferreiro de 2004 dos bens pertencentes á Fundação Parque Aquático Ponta das Pedras, em razão de estar esta promotoria avaliando a legalidade, possibilidade e adequação da pretensão desta prefeitura, evitando a adoção de medidas judiciais e contando com a compreensão de sempre desta Prefeitura Municipal”

No que pese ser uma informação das mais importantes para o conhecimento dos xiquexiquenses, não acredito que o povo da minha cidade tenha conhecimento desse Edital de 2004 que tentou leiloar o nosso Parque Aquático.
Eu, por exemplo, tomei conhecimento disso, agora, pela informação do Sr. Edson Nogueira.
Por isso, entendo ser de grande necessidade que a informação seja publicada no meu blog que, não só trata das coisas de Xique Xique, mas também deseja que os conterrâneos fiquem bem informados do que se passa na nossa terra.

COMEMORAÇÃO DO DIA

INÍCIO DA SEMANA DA PÁTRIA E DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

MENSAGEM BÍBLICA

POR ELE É QUE ESTAIS EM CRISTO JESUS, QUE VEIO A SER PARA VÓS SABEDORIA DA PARTE DE DEUS, JUSTIÇA, SANTIFICAÇÃO E REDENÇÃO.
1 Cor 1,30

Fotos do Rio São Francisco: A BARCA E O PAQUETE


Era o tempo das barcas à vela e à vara, quando imperava a carranca abrindo os caminhos pelo Velho Chico.
Contudo, para o canoeiro ou "paqueteiro", como era chamado em Xique-Xique (BA), a visão da grande barca era sempre motivo de admiração, pois inevitável a comparação com a sua pequenina canoa a remo.
Piloto de canoa era, regra geral, pescador ou mini produtor que tirava o sustento da família, na pesca diária ou da pequena lavoura plantada  nas inúmeras ilhas do rio, adubada pelo humus  deixado anualmente pelas enchentes. 
Era na canoa ou "paquete" que o canoeiro trazia os seus produtos para vender na feira de Xique-Xique (BA).
A barca, no entanto, era o meio utilizado para o transporte de grandes cargas que percorriam todo o Rio São Francisco. Os barqueiros eram os transportadores e distribuidores dos produtos pelas cidades ribeirinhas, de Pirapora (MG) à Juazeiro (BA). Ganhavam no frete e, eventualmente, também exerciam o comércio ambulante e por conta própria com a venda de produtos no varejo às pequenas comunidades barranqueiras.
Hoje, ainda permanece a figura do canoeiro, remando a sua canoa, mas a barca à vela e à vara, há muito foi substituída pelas barcas a motor.
Foto Marcel Gautherot

Fato Histórico de Xique Xique (BA): Igreja Evangélica


No ano de 1933 chega a Xique-Xique (BA) um casal de missionários  pastor João Kirkwood e sua mulher Ana Kirkwood, oriundos dos Estados Unidos, para abrir uma frente de evangelização da Igreja Evangélica Congregacional.
A iniciativa dos dois missionários norte-americanos resultou na fundação de uma sede desta denominação evangélica em nossa cidade, cujo salão de cultos foi instalado  na Av. J. Seabra.
A Igreja Evangélica Congregacional é a primeira igreja evangélica fundada na cidade de Xique-Xique (BA). 
Fonte:"Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro Neto.