quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Xiquexiquenese Ilustres: DR.CLODOALDO AVELINO




   O Dr. Clodoaldo  de Magalhães Avelino, também conhecido como DR. DOZINHO, nasceu em Xique-Xique (BA) no dia  23 de janeiro de 1899, filho do Coronel Agrário de Magalhães Avelino e de D. Francisca de Magalhães Avelino. 
   Após a conclusão do curso Primário,  foi encaminhado  para a cidade do Salvador,  onde cursou o curso Ginasial no Ginásio Ipiranga e o  Colegial, no Colégio Carneiro Ribeiro. 
   Ingressou na  Faculdade de Medicina da Bahia, formando-se no ano de 1924, como o primeiro médico de Xique-Xique, tendo se especializado  em oftalmologia.
   Exerceu a medicina em Xique-Xique (BA), Barreiras (BA), Januária(MG) e Belo Horizonte. Participou, em dezenas de localidades brasileiras, de grande número de congressos e conferências. Prestou voluntária e gratuitamente, às camadas mais humildes dos lugares aonde viveu e trabalhou, inúmeros serviços profissionais e de assistência social.
   O Doutor Clodoaldo foi membro e sócio de inúmeras entidades ligadas a sua profissão, tendo recebido diversos títulos e honrarias.
  Como médico em Xique-Xique, fundou o Centro Espírita Agostinianos, a Escola José Petitinga e os Hospital Ana Avelino – este extinto. 
  Foi homenageado em sua terra natal quando o seu nome foi colocado numa rua no bairro Polivalente, na Zona Leste da cidade e o seu busto colocado na Praça Allan Kardec, na cidade de Xique Xique, quando da comemoração do centenário de seu nascimento, no dia 23 de janeiro de 1999.
   Doutor Clodoaldo de Magalhães Avelino se casou por duas vezes. Em primeiras núpcias com a Sra. Adelaide de Campos Avelino, ficando viúvo. Em segunda núpcias com a Sra. Honorina Xavier Avelino. Não tiveram filhos.
   Faleceu no dia 13 de setembro de 1985, aos 86 anos de idade, na cidade de Belo Horizonte (MG), onde foi sepultado. Na oportunidade, a Prefeitura Municipal de Xique-Xique decretou luto oficial por três dias.        

Belezas Naturais da região de Xique-Xique (BA): O Escorrega da Gameleira do Assuruá.




Escorrega, nada mais é do que uma pedra lisa banhada por um pequeno riacho que permite aos banhistas deslizarem por cima dela. Fica situado em Gameleira do Assuruá, a uma distância de 60 km de Xique-Xique (BA) em estrada asfaltada.
O difícil acesso de 12 km de Gameleira até o local do Escorrega leva em média 60 minutos e deve ser feito em veículo com tração nas quatro rodas. 
O local é excelente para armar acampamento, mas deve-se levar alimentos, bebidas,  filtro solar, água e naturalmente a barraca.

Poesia de Jessier Quirino

Estaleiro em Xique Xique (BA): GRANDE ESPERANÇA



O estaleiro de Xique-Xique trouxe grande esperança não somente para os barqueiros mas também para as barcas que  estavam desenganadas de voltarem a navegar.
Esta da foto, pelo jeito, renovou as esperanças e já está na fila para ser recuperada.
Será que tem solução?

Foto Interessante de Xique-Xique (BA): O "CÉSAR ZAMA"


Festa da Inauguração das "Escolas Reunidas César Zama", no dia 07 de setembro de 1937.
As pequenas alunas exibem passos de balé. Chic!!!

Dinheiro, Deuses & Poder: MOEDA DO PAPA


Grosso de prata do Papa Alexandre VI (1492/1503), do período do Tratado de Tordesilhas.

Enchente de 1979 em Xique-Xique BA - AV. J. SEABRA


Ano 1979. A grande cheia do Rio São Francisco  colocou as suas águas até a metade da Av. J. Seabra.
Foi uma das maiores enchentes do rio rivalizando com a  de 1949.

Mensagem Bíblica: LUCAS 16,29

MAS ABRAÃO RESPONDEU: "ELES TÊM MOISÉS E OS PROFETAS. QUE OS ESCUTEM".

Cangaceiros: LAMPIÃO E MARIA BONITA


Lampião e Maria Bonita sendo entrevistados pelo fotógrafo  Benjamim Abrahão em 1934.

Prédios clássicos de Xique-Xique (BA): RESIDÊNCIA DE ANTÔNIO DE FIGUEIREDO



       Esta casa serviu de residência do Sr. Antônio de Figueiredo e toda a sua família, enquanto moraram na cidade de Xique-Xique.
      O Sr. Antônio de Figueiredo Bastos,  nasceu em Gameleira do Assuruá (BA)., pequeno distrito, no dia 13.12.1902 filho do Sr. João de Figueiredo Bastos e de D. Laurinda Bastos de Figueiredo.
     Ainda jovem mudou-se para Xique-Xique,   e naquela cidade transformou-se num dos mais conceituados comerciantes e agropecuarista, gozando de grande conceito e prestígio entre os seus pares.
      Em 1948, juntamente com outros líderes xiquexiquense  fundou a Loja Maçônica Luz, Verdade e Justiça.
      Em 1930 casou-se com D. Amália Sampaio de Figueiredo e dessa união tiveram 7 filhos, 5 mulheres e 2 homens,
     Após o seu falecimento, em 1987, a Câmara de Vereadores de Xique-Xique, através da Lei Municipal nº 207, de 14.05.82,  resolveu homenageá-lo colocando o seu nome numa rua do  bairro Polivalente.
 O Sr. Antônio Figueiredo foi um dos mais importantes cidadãos de Xique-Xique.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Barcas de tolda: A BARCA E O PAQUETE


   Exemplo típico de uma barca de tolda. Para atenuar a inclemência do Sol a tripulação se protegia com a sombra formada por uma tolda feita com varas flexíveis e coberta com palhas de carnaúba.
   Para protegê-la dos perigos do rio, nada melhor do que a velha carranca com penacho. 
 As varas, instrumentos de impulsão, estão colocadas transversalmente sobre a tolda.
O paqueteiro de pé em sua pequena embarcação, admira a grande barca de tolda.
Foto: Marcel Dideroth
 

Mensagem Bíblica: JEREMIAS 18, 19-20a

ATENDE-ME, SENHOR, ESCUTA O GRITO DE MEUS ADVERSÁRIOS! ACASO SE PAGA O BEM COM O MAL? 

Foto Antiga de Salvador (BA)




     Em face do comentário do leitor URANO ANDRADE, estamos retificando o nome da foto para "Ladeira da Montanha", quando na publicação foi indevidamente  colocado como Ladeira da  Conceição da Praia.
O Blog agradece a colaboração.

 

Arte Sacra da Bahia: PÚLPITO DO PADRE ANTÔNIO VIEIRA

 
 
 
Púlpito  da antiga Igreja da Ajuda onde Padre Antônio Vieira proferiu memoráveis sermões.
Antônio Risério assim se pronunciou sobre o grande orador: "Vieira aparece ainda, a nossos olhos, como produtor/criador textual, arquitetando e tecendo a prosa esplendorosa dos seus sermões"

ccccccccccccccc

Pôr do Sol em Xique-Xique (BA): AS BARCAS


Este é o pôr do Sol em Xique-Xique. Enquanto o sol desaparece por detrás da Ilha do Gado Bravo, as barcas chegam ancoram no porto e aguardam a chegada da noite.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Mensagem Bíblica: MATEUS 23, 8

MAS VÓS, NAO VOS DEIXEIS CHAMAR DE MESTRE, PORQUE UM SÓ É O VOSSO MESTRE, E TODOS VÓS SOIS IRMÃOS.

Foto do Rio São Francisco: DESCANSO DO REMEIRO



É hora de folga, talvez a sesta do almoço. O Remeiro se apoia na carranca do barca para o merecido descanso. Provavelmente logo mais estará com a vara no peito empurrando a barca.



Jornais de Xique Xique (BA): "A ORDEM" - 12ª Edição


No dia 25,09.1931, o nosso periódico  A ORDEM, circulou em sua 12ª  edição  cuja manchete principal foi a matéria  "Estrada de Rodagem", com subtítulo  "De Chique-Chique a Santo Inácio" que assinado pelos notáveis Dr. Britoaldo Gomes Miranda, Aníbal Gomes Miranda, Manoel Alcântara de Carvalho, Artur Raimundo da Silva, Faburino Alves Bessa, Aziz Asmar, Ludgero Alves de Sousa, Francolino Martins dos Santos, Nestor de Sousa Fortes, Eliezer José Leite, Jovelino Martins e Antonio Antunes Bastos., relatava a campanha que faziam pela construção de uma rodovia ligando Xique-Xique a Santo Inácio. Alegam que a obra havia sido  iniciada, mas que se encontrava paralisada. Apresentam planos para sua conclusão e arriscam: Se não falharem os planos, brevemente o automóvel percorrerá triunfante as ruas de Santo Inácio. 
A matéria "Agradecimento" assinada por José Guedes agradece  à população da Vila de Irecê e do arraial de Lapão as gentilezas e obséquios dispensados ao filho Osmar de Magalhães Guedes e ao ilustre sargento Manoel Passos e a Cincinato Andrade e esposa.
 
Fonte: "Senhor do bofim e bom Jesus de

Lago Ipueira de Xique Xique (BA): O PESCADOR

       Cai a noite, hora de retornar  para casa com o peixe pescado durante o dia.
    Mas o pescador insiste mais uma vez e aproveitando a calma do pôr do Sol e a placidez das águas, lança sua tarrafa esperando colher algo mais no nosso piscoso Lago.

SÍMBOLOS DE XIQUE-XIQUE (BA): HINO, BRASÃO E BANDEIRA

A nossa Xique-Xique, como as demais cidades do mundo, possui, também os seus símbolos representados pelo BRASÃO, pela BANDEIRA e, principlmente, pelo  seu HINO, criados pelo ilustre Professor ANTÔNIO RAMOS FEIRENSE.
Para que esses símbolos se tornem conhecidos e portanto amados - "não se ama o que não se conhece" - o Blog Xique Xique está fazendo a divulgação deles, pois acredito que grande parte dos conterrâneos  os conhece  superficialmente e talvez nunca tenham ouvido a música e lido a letra do nosso belo Hino.
Por falar nisso, a partir desta semana, sempre que alguém abrir o Blog Xique Xique,  ouvirá, como fundo musical, o hino da nossa cidade.

BRASÃO  E  BANDEIRA DE XIQUE-XIQUE



INSÍGNIA:
     Coroa mural prateada com quatro torres, representativas  do domínio e do Município.
ESCUDO:
    FIGURAS - O Sol em posição de nascer ou se pôr, simboliza o cidadão xique-xiquense que, do nascer ao morrer, deve irradiar a luz e a energia do seu valor pessoal, visando o seu bem e o bem da comunidade.
                    - O PX, símbolo grego que significa Jesus Cristo, simboliza uma homenagem especial ao mesmo Jesus /cristo, que sob a invocação do Senhor do Bonfim, é o Padroeiro do Município. Na curva da letra  "P" e na forma de setas encontradas  em sua haste, o símbolo sugere, também uma homenagem às tribos indígenas que habitavam a região. O "X" do símbolo com o "X" formado  pelos dois peixes, representam as iniciais do topônimo Xique-Xique.
                    - Os Peixes, em posição de emergência do Rio São Francisco simbolizam a pesca, uma das principais atividades do Município e de expressiva significação  sócio-econômica e alimentar da região.

CORES:
     - As cores verdes, amarelo, azul e branco, acrescentadas do vermelho, sugerem uma homenagem especial ao Brasil e à Bahia.
          Em termos municipais simblizam:
          O Verde - Todas as atividades nos campos, e o xique-xique, cacto do qual veio o topônimo do Município.
          O Amarelo - O ouro e demais minérios do solo xique-xiquense e a luz da fé e da intelectualidade do seu povo.
          O Azul - O Rio São Francisco com toda a sua expressiva importância na história e desenvolvimento do Município
          O Branco - A pureza de costumes que gera e garante a paz, e as virtudes teologais (Fé, Esperança e Amor), também indispensáveis no uso dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.
          O Vermelho - O amor e o sacrifício do povo xique-xiquense pelo progresso e bem-etar do seu Município.

LISTEL
       No Listel, em ouro sobre azul, o topônimo do Município e a data de sua Emancipação Política e Administrativa (06 de julho de 1832).


HINO AO MUNICÍPIO DE XIQUE-XIQUE
                Letra e Música de Ramos Feirense

De uma Ilha a mirar o teu ouro
Que das serras douravam horizontes,
Tua História, qual outro tesouro,
Resplandece entre vales e montes.
Abravura do índio aguerrido,
E do branco a audácia sem par,
Com a ternura do negro sofri
São as bases do teu triunfar

Coro -

Pelos campos, garimpos e rios,
Nos distritos e nos povoados
Os teus filhos cultivam teus brios
Por seus feitos, no amor, sublimados.
Glória a ti entre cactos e flores
Sempre amando e servindo ao Brasil!
Glória ti que a Deus canta louvores!
Glória a ti Xique-Xique gentil !

Em poética expressão só de amor
A beijar o teu Rio São Francisco,
Por ti o Sol do nascer ao se pôr,
Agradece-lhe o peixe e o marisco...
No Evangelho de Cristo inspirado,
Só bondade teu povo pratique
Pra que tenhas viver pontilhado
De mil glórias, feliz Xique-Xique!




   OBS.: Esses Símbolos de Xique-Xique (BA) foram elaborados na administração do Prefeito Municipal Sr. Carlos de Souza Santos, gestor do Município no período de 1983/1989.
Seria bom que  as nossas Escolas Fundamentais, mantidas pelo erário, fizessem a divulgação, em sala de aula, desses símbolos e cantassem, nas comemorações alí realizadas,  o hino da cidade.



TEMOS QUE VALORIZAR O PRESTIGIAR 
O QUE É NOSSO!


Baixio de Xique-Xique (BA): O PROJETO DE IRRIGAÇÃO

 

PROJETO DE IRRIGAÇÃO DE XIQUE-XIQUE (BA).
 
       Informo aos seguidores e leitores deste Blog que a população da cidade de Xique-Xique (BA) não concorda com a denominação de BAIXIO DE IRECÊ dada ao Projeto de Irrigação que está sendo implantado no Município de Xique-Xique (BA), local onde estão situados o BAIXIO e a ÁGUA necessários à existência do referido Projeto de Irrigação.
       Denominá-lo de "BAIXIO DE IRECÊ" é um grande engano e, acredito, mesmo, que os habitantes da cidade de Irecê (BA) não devam sentir-se confortáveis com essa indevida denominação pois, sabem, mais que ninguém, que naquele Município não tem baixio, e nem água para irrigação e fica a uma distância de mais de 100 km da margem do Rio São Francisco, local da tomada d'água e do canal principal (foto).
      Como acredito não serem eles os autores da equivocada denominação e sim que tenha partido de algum técnico que desconhece a realidade dos fatos, bem que os habitantes da cidade de Irecê poderiam ser parceiros dos Xiquexiquenses nesse pleito de mudança do nome do Projeto para BAIXIO DE XIQUE-XIQUE, a não ser que queiram compactuar com essa usurpação.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Mensagem Bíblica : LUCAS 6, 36

SEDE MISERICORDIOSOS COMO VOSSO PAI É MISERICORDIOSO

Vapores do Rio São Francisco: "BARÃO DE COTEGIPE"




     O "Barão de Cotegipe" foi o vapor que mais deixou saudades nas barrancas do
Rio São Francisco.   
  Até hoje, os barranqueiros comentam sobre o melodioso apito  do velho "Barão", como, na intimidade, era conhecido.  
Fabricado nos Estados Unidos no ano  de  1913, foi reformado em 1967 e mais tarde abandonado no porto de Pirapora (MG), com o casco enterrado num banco de areia.
   Tinha 43 m de comprimento com capacidade de deslocar 80 toneladas de carga.

Cantinho da Seresta : NOITE DO MEU BEM



 
 
 
O Blog de JUAREZ MORAIS CHAVES fez uma seleção de músicas genuinamente brasileiras, tocadas e cantadas na segunda metade do século passado, principalmente nos anos 1960, "cifradas" para violão e que, semanalmente, estarão sendo divulgadas.

 

Parque Aquático de Xique-Xique (BA): BRINQUEDOS INFANTIS











A diversidade de piscinas e de brinquedos infantis encanta a meninada que a cada domingo superlota o parque aquático da cidade.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Evangelho Dominical: LUCAS 9, 28b-36

A  TRANSFIGURAÇÃO DE JESUS

 
O Senhor esteja convosco.

- Ele está no meio de nós.

- PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

- Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, 28 Jesus levou consigo Pedro, João e Tiago, e subiu à montanha para rezar.
29 Enquanto rezava, seu rosto mudou de aparência e sua roupa ficou muito branca e brilhante.
30 Eis que dois homens estavam conversando com Jesus: eram Moisés e Elias. 
31 Eles apareceram revestidos de glória e conversavam sobre a morte, que Jesus iria sofrer em Jerusalém.
32 Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele.
33 E, quando estes dois homens se iam afastando, Pedro disse a Jesus: “Mestre, é bom estarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. Pedro não sabia o que estava dizendo.
34 Ele estava ainda falando, quando apareceu uma nuvem que os cobriu com sua sombra. Os discípulos ficaram com medo ao entrarem dentro da nuvem.
35 Da nuvem, porém, saiu uma voz que dizia: “Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutai o que ele diz!”
36 Enquanto a voz ressoava, Jesus encontrou-se sozinho. Os discípulos ficaram calados e naqueles dias não contaram a ninguém nada do que tinham visto.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Mensagem Bíblica: MATEUS 5, 44-45

POIS EU VOS DIGO: AMAI VOSSOS INIMIGOS E ORAI PELO QUE VOS PERSEGUEM, PARA SERDES FILHOS DE VOSSO PAI QUE ESTÁ NO CÉU.

Árvores da Caatinga: FAVELEIRO


    

O faveleiro,  com nome científico de  Cnidoscolus phyllacanthus, pertence à família Euphorbiaceae.
    É árvore de 4 a 8 metros de altura, copa rala, esgalhada, com acúleos e pelos urticantes, casca cinza escuro, lisa  e levemente rugosa, folhas simples e armada de acúleos urticantes, flores alvas em pequenos cachos axilares, frutos arredondados, deiscentes, recoberto com pelos urticantes, contendo três sementes, semelhantes a mamona, madeira leve, branca, macia ao corte, sujeita ao apodrecimento e raízes  com tubérculos com reservas alimentares.
O faveleiro com suas múltiplas utilidades e perfeita adaptação às condições extremas das regiões mais secas do Nordeste é uma planta indicada junto com outras, para recuperação de áreas devastadas e, ao mesmo tempo,  oferece alimento para o ser  humano e para todos os tipos de animais domésticos e selvagens além de suas outras utilidades.


Fonte: "CAATINGA - árvores  e arbustos e suas utilidades" - Gerda Nickel Maia.

Vista aérea de Xique Xique (BA): VISTA PANORÂMICA

  
Vista aérea de uma grande parte da cidade.

Abrange desde a margem do Lago Ipueira até o bairro do BNH.

Observa-se com facilidade, no canto superior esquerdo, o Lago Ipueira, parte do Rio São Francisco que o forma e as ilhas do Gado Bravo e do Miradouro.

No canto inferior direito uma boa parte do bairro BNB.

Foto: Cincinato

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Esporte em Xique Xique (BA): SELEÇÃO DO GINÁSIO SENHOR DO BONFIM











Esta seleção do ginásio ficou famosa e foi um dos times mais forte da cidade.
Acredito que todos conheçam os jogadores, liderados que eram pelo médico-desportista Dr. Hélcio Bessa (segundo agachado a partir da direita).

Menasgem Bíblica: MATEUS 16, 18

E EU TE DIGO: TU ÉS PEDRO E SOBRE ESTA PEDRA CONSTRUIREI A MINHA IGREJA E AS PORTAS DO INFERNO NUNCA LEVARÃO VANTAGEM SOBRE ELA.

Foto antiga de Xique Xique (BA): ESCOLAS REUNIDAS "CÉSAR ZAMA"

Era assim o prédio da "Escolas Reunidas César Zama", quando foi inaugurado no dia 7 de setembro de 1937 para Intendente Municipal Francisco Xavier Guimarães.
Nessa famosa e tradicional escola estudaram todos os xiquexiquenses com mais de 60 anos de idade.
Eu, por exemplo, fiz, com muito orgulho, o Curso Primário no "César Zama", no período de 1950 a 1954, sob a batuta da grande mestra Profa. Zilda R. Andrade, conhecida como Professora Divininha.

Foto Denúncia em Xique-Xique (BA) : A SUJEIRA DO MERCADO DO PEIXE

É uma pena e um crime o que estão fazendo ou deixando de fazer com o nosso Mercado do Peixe em Xique-Xique.




O pescado, nosso secular e tradicional produto e o principal alimento dos xiquexiquenses está condenado a ser exposto em sujas e anti-higiênicas bancas.



E o mais preocupante é que nossas autoridades judiciais, municipais e Ministério Público não estão nem um pouco preocupado com o aspecto sanitário da questão.


ATÉ QUANDO?!?!?



Aconteceu em Xique Xique (BA) - Sec. XX: Nomeação de Intendente

No dia 12 de abril de 1916,  o  Governador do Estado da Bahia, Dr. Antônio Ferrão Moniz de Aragão nomeou o coronel Cyro de Medeiros Borges para o cargo de Intendente Municipal de Xique-Xique. Na mesma data nomeou, também, os cinco membros do Conselho Municipal que foi formado pelos coronéis Manoel Teixeira de Carvalho, Joaquim Honorato de Souza, Hermenegildo de Souza Nogueira, Francisco Xavier Guimarães e Francisco Dionísio dos Santos. A  posse dos nomeados aconteceu no dia 25de abril de 1916, com mandato de quatro anos.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique - História de Chique Chique", de  Casimiro Machado Neto

Aconteceu em Xique Xique - sec XIX: ATRITOS COM BARRA

No dia 29 de setembro de 1860, o Município de Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique reclamou em ofício ao presidente da Província da Bahia, que estava se sentindo ludibriado em seus interesses políticos e econômicos pelo município de Barra, quanto ao usufruto das ilhas do Rio São Francisco.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique. História de Chique Chique", de Cassimiro Machado Neto.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Foto Interessante em Xique -Xique (BA): FESTA DO DIVINO

Apesar de Xique-Xique não ter tradição de cavalgadas pela cidade em comemoração a algum evento, a novidade de festejar o Divino com uma procissão de cavaleiros é muito bonita e original.
A tradição antiga, era que apenas o Imperador chegava na Igreja montado num cavalo. 


Mas, a moda atual é mais bonita. 

Prédios Clássicos em Xique-Xique (BA): RESIDÊNCIA DE FRANCISCO RODRIGUES SOARES

     









Esta bela mansão está situada  na confluência da Avenida J. Seabra com a Praça 6 de julho, local estratégico, pois, é nesse ponto que acontecem os grandes eventos da cidade.
      Inicialmente esta casa pertenceu ao Coronel Hermenegildo de Souza Nogueira, nascido em 12.12.1893, que foi Conselheiro Municipal de Xique-Xique nos períodos de 1918/1920 e 1924/1928.
       O atual proprietário é o comerciante e agropecuarista Sr. Francisco Rodrigues Soares, nascido no dia 22.10.1920, que adquiriu a mansão dos herdeiros do Coronel Hermenegildo Nogueira, que, além de manter a arquitetura original conserva-a em excelentes condições de moradia.



 

Estaleiro de Xique-Xique (BA): NOVA TÉCNICA

Estrutura em aço de uma futura barca.
A nova tecnologia que está sendo aplicada pelo estaleiro de Xique-Xique permite uma maior segurança e melhor flutuação para as novas barcas, com casco de aço, que em breve estarão navegando por todo o rio São Francisco.

Dinheiro, Deuses & Poder: O CONQUISTADOR


Penny de William I, o Conquistador, batido em Winchester (1066-1087).
Normandos que conquistaram a Inglaterra no século XII mandaram cortar a mão  e mutilar moedeiros do reino porque se descuidaram do valor do penny. 
Fonte:Coleção ´Spínola - Nomus Brasiliana

Fotos inéditas da enchente de 1979: PRAÇA D. MÁXIMO

Esta é uma foto da Praça D. Máximo, totalmente alagada pelas águas do Rio São Francisco na cheia de 1979.
A vista é a partir da Rua Marechal Deodoro.
Foto: Afonso

Xique-Xiquenses Ilustres: JOÃO RODRIGUES SOARES


O Sr. João Rodrigues Soares nasceu no antigo distrito de Icatu, atual Ibiraba e ainda jovem escolheu a cidade de Xique-Xique para fixar residência.
Dedicou-se toda a vida à nobre atividade de Farmacêutico, na sua farmácia "Universo", numa época em que faltavam médicos na cidade. Cidadão bem conceituado foi um dos fundadores da Loja Maçônica de Xique-Xique.
Farmácia Universo
Eleito o segundo Prefeito Municipal, governou a cidade no período de 1951 a 1955 e foi o construtor do jardim que enfeita a Praça D. Máximo
 

 

Mensagem Bíblica: MATEUS 7, 7

PEDI E VOS SERÁ DADO; BUSCAI E ACHAREIS; BATEI E VOS ABRIRÃO.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Pôr do Sol em Xique-Xique (BA): O LAGO À TARDINHA
















Além da beleza diária com que brinda os xiquexiquenses,  nosso pôr do Sol inda ressalta a placidez e tranquilidade do nosso Lago que, para nós, é uma dádiva de Deus.

Barcas de tolda: ÉPOCA DAS CARRANCAS

Eram essas barcas, com toldas  feitas com palha de carnaúba e movidas a vara e a vento e guiadas e protegidas pelas carrancas,  que movimentavam o comércio de diversos produtos em todas a cidades ribeirinhas do Rio São Francisco.

Foto Antiga de Salvador(BA): LADEIRA DA MONTANHA

LADEIRA DA MONTANHA
 

Cangaceiros: Lampião e Maria Bonita

Lampião e Maria Bonita, em plena caatinga do Nordeste, no ano de 1934.

Arte Sacra na Bahia: SÃO FRANCISCO DE ASSIS

Cena da vida de São Francisco de Assis em que ele renuncia os bens paternos, devolvendo mesmo as roupas que vestia.
Azulejos da Capela -mor da Igreja do Convento de São Francisco.
Fonte: Bahia: Tesouros da Fé
Foto: Sérgio Benutti

Mensagem Bíblica: LUCAS 11, 29

AUMENTANDO A MULTIDÃO, JESUS COMEÇOU A FALAR: "ESTA GENTE É MÁ. PEDE UM SINAL, MAS NÃO LHE SERÁ DADO OUTRO SINAL SENÃO O DE JONAS".

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Fotos do Rio São Francisco: O REMEIRO E A BARCA


O














O remeiro, orgulhosamente,  posa sobre a tolda da famosa barca "Minas Gerais".
Nesse tempo as barcas que navegavam no Rio São Francisco eram movidas a vela e a vara.
Foto: Marcel Gautherot
 
 
 
 
 

Baixio de Xique-Xique (BA): O PROJETO DE IRRIGAÇÃO


PROJETO DE IRRIGAÇÃO DE XIQUE-XIQUE (BA).
 
Informo aos seguidores e leitores deste Blog que a população da cidade de Xique-Xique (BA) não concorda com a denominação de BAIXIO DE IRECÊ dada ao Projeto de Irrigação que está sendo implantado no Município de Xique-Xique (BA), local onde estão situados o BAIXIO e a ÁGUA necessários à existência do referido Projeto de Irrigação.
       Denominá-lo de "BAIXIO DE IRECÊ" é um grande engano e, acredito, mesmo, que os habitantes da cidade de Irecê (BA) não devam sentir-se confortáveis com essa indevida denominação pois, sabem, mais que ninguém, que naquele Município não tem baixio, e nem água para irrigação e fica a uma distância de mais de 100 km da margem do Rio São Francisco, local da tomada d'água e do canal principal (foto).
Como acredito não serem eles os autores da equivocada denominação e sim que tenha partido de algum técnico que desconhece a realidade dos fatos, bem que os habitantes da cidade de Irecê poderiam ser parceiros dos Xiquexiquenses nesse pleito de mudança do nome do Projeto para BAIXIO DE XIQUE-XIQUE, a não ser que queiram compactuar com essa usurpação.

Jornais de Xique Xique: "A ORDEM"


A 9ª edição do periódico "A ORDEM", circulou em Xique-Xique no dia 18 de setembro de 1931.
Como editorial trazia a matéria  "Direito Brasileiro", que, assinado pelo Sr. Aldo Brito,  critica a diminuição da semana de trabalho nos garimpos, alegando que no começo trabalhava-se de segunda-feira pela manhã até sábado meio-dia e naquele momento estava-se trabalhando de segunda-feira à tarde até à tarde de sexta-feira.
Outra matéria sob o título "Nomeações",  noticia que o tenente Manoel Nunes Damásio apresentou os nomes de Manoel Martins Ramos para primeiro suplente de Delegado Municipal de Xique-Xique, de Carlos Rodrigues Lima para segundo e de Antenor Benevenuto para terceiro, os quais foram nomeados.
Em seguida vem uma reportagem relativamente grande a respeito da "Conferência Literária", apresentada no dia 10 de setembro, no Paço Municipal de Xique-Xique pelo Sr. Agripino Santana com o tema "O Valor da Mulher e a Mulher Brasileira”, cuja mesa  dos trabalhos foi composta pelo Dr. Clício Bezerra Moreno, Juiz de Direito da Comarca, coronel José de Souza Nogueira, Prefeito de Xique-Xique, Dr. Vítor Farani, Promotor de Justiça, que foi o orador abrindo os trabalhos.
Na página dois, com o título de "Feitiçaria" vem de Tiririca a interessante história  de um açougueiro local que trocara cem mil réis para uma pessoa de alcunha Dão, que recebeu o dinheiro trocado, mas não entregou a nota de cem mil réis. Quando o açougueiro se deu conta do prejuízo foi procurar Dão que jurou ter-lhe entregue a cédula. O açougueiro procurou, então, um feiticeiro local que fez lá seu "trabalho" e informou que Dão estava com a cédula de cem mil réis. O açougueiro retornou a  Dão  e este após ser pressionado devolveu somente oitenta e cinco mil réis, porque havia gasto quinze mil réis.
Na página quatro o importante artigo "O Código dos Interventores", reportagem que traz uma relação  do 66 municípios do Estado Bahia que por possuírem uma pequena receita tributária poderiam ser extintos, por decreto do Interventor do Estado da Bahia, general Raymundo Barbosa. Dentre esses  estão arrolados os municípios de Barra, Barreiras, Xique-Xique Casa Nova, Miguel Calmon, Guanambi, Conceição do Coité, Bom Jesus da Lapa, Pilão Arcado, Santa Maria da Vitória, Seabra e Porto Seguro.
Em seguida  uma nota de Agradecimento, de Gameleira do Açuruá, assinada por D. Adelaide Gomes Sampaio e filhos, agradecendo as diversas manifestações de pesar recebidas por ocasião do falecimento de seu esposo coronel Alfredo de Magalhães Sampaio. Com o título "De Baía a Chique-Chique em automóvel", o "A ORDEM" entrevistou o Sr. Aziz Asmar, comprador de ouro e pedras preciosas que fizer a viagem, de automóvel, de Salvador até Xique-Xique. Eis a íntegra da entrevista:
        "A ORDEM": O carro sofreu alguma avaria?
          Aziz: Não. Nem um pneu furou.
       "A ORDEM": Quanto gastou de gasolina?
         Aziz: Três caixas.
        "A ORDEM": Quantos quilômetros tem a estrada?
        Aziz: Não nos lembramos de marcar a quilometragem. Pode ter calculadamente uns mil e poucos quilômetros.
        "A ORDEM": Que tal acharam da estrada?
        Aziz: Muito boa. Há de fato alguns trechos que precisam de alguns retoques. Por exemplo, a ladeira do Cedro, a entrada de Cafarnaum.
O jornal conclui a reportagem emitindo seu próprio comentário:
"Bem se vê que a viagem é mais rápida e mais econômica. Pode-se muito bem ir e voltar em oito dias, deixando três dias para tratar de negócios na Capital.
Ainda na quarta página, um edital assinado pelo tabelião Sr. Virgílio Alves Bessa, na qualidade de Oficial do Registro de Casamentos, datado de 20 de agosto de 1931, publicando os proclamas de casamento dos noivos Vicente Alves Feitosa Neto e Francisca Honória dos Santos, que desejam se casar.
Finaliza com uma lista de pessoas que transitaram em viagens por Xique-Xique, dentre as quais, Adelino Félix que era o subprefeito de Gameleira do Açuruá e José Pereira Alves Barreto, coletor estadual da mesma cidade.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique - História de Chique Chique" de Cassimiro Machado Neto.

Mensagem Bíblica: MATEUS 6, 14

PORQUE, SE PERDOARDES AS OFENSAS DOS OUTROS, VOSSO PAI CELESTE TAMBÉM VOS PERDOARÁ.

Lago Ipueira em Xique-Xique BA: PORTO NATURAL


Porto Fluvial de Xique-Xique BA
É assim o Porto Fluvial de Xique-Xique, no Lago Ipueira, formado pelo Rio São Francisco. Sempre  cheio de barcas num leva e traz constante de gente e mercadorias pelas diversas localidades ribeirinhas.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Parque Aquático de Xique-Xique BA: VISTA AÉREA

Parque Aquático Ponta das Pedras
– 10 de junho de 2000 –
O "Parque Aquático Ponta das Pedras", inaugurado no dia 10.06.2000, está localizado na margem do nosso "Lago Ipueira", zona sul da cidade,  exatamente onde se situava a sede da "Fazenda Praia", fundada há mais de 300 anos,  pelo português Theobaldo José Miranda Pires de Carvalho.
A história registra que a "Fazenda Praia" deu origem, no ano de 1700,  ao arraial  e no ano de 1714 à freguesia do "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique", a qual no ano de 1832 tornou-se a cidade de Xique-Xique.

Vapores do Rio São Francisco: "SÃO FRANCISCO"

O vapor São Francisco
Foi trazido para o Rio São Francisco no ano de 1930,  mas já navegava no rio Mississipi, nos Estados Unidos  desde 1913, onde foi construído.
Como os demais, era movido a lenha, tinha 38,8 metros de comprimento, com 60 CV de potência e capacidade para deslocar até 80 toneladas.
Após um longo período de reformas  no estaleiro da FRANAVE, em Juazeiro (BA),em abril de 1983 zarpou de Juazeiro com destino a Pirapora (MG) conduzindo uma equipe da BBC de Londres, sendo esta sua última viagem.
Foi totalmente destruído pelo fogo, no porto de Pirapora, com causa ignorada até os dias de hoje.

Cantinho da Seresta: A FELICIDADE


O Blog de JUAREZ MORAIS CHAVES fez uma seleção de músicas genuinamente brasileiras, tocadas e cantadas na segunda metade do século passado, principalmente nos anos 1960, "cifradas" para violão e que, semanalmente, estarão sendo divulgadas.

Mensagem Bíblica: MATEUS 25, 34

E O REI DIRÁ AOS QUE ESTIVERAM À SUA DIREITA: "VINDE,  ABENÇOADOS POR MEU PAI! TOMAI POSSE DO REINO PREPARADO PARA VÓS DESDE A CRIAÇÃO DO MUNDO". 

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Evangelho Dominical: LUCAS 4, 1-13

 TENTAÇÕES NO DESERTO
Naquele tempo, Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão, e, no deserto, ele era guiado pelo Espírito. Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Não comeu nada naqueles dias e, depois disso, sentiu fome. O diabo disse, então, a Jesus: “Se és Filho de Deus, manda que esta pedra se mude em pão”. Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Não só de pão vive o homem’” O diabo levou Jesus para o alto, mostrou-lhe por um instante todos os reinos do mundo e lhe disse: “Eu te darei todo este poder e toda a sua glória, porque tudo isto foi entregue a mim e posso dá-lo a quem quiser. Portanto, se te prostrares diante de mim em adoração, tudo isso será teu”. Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás’”. Depois o diabo levou Jesus a Jerusalém, colocou-o sobre a parte mais alta do Templo e lhe disse: “Se és Filho de Deus, atira-te daqui abaixo! Porque a Escritura diz: ‘Deus ordenará aos seus anjos a teu respeito, que te guardem com cuidado!’ E mais ainda: ‘Eles te levarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra’”. Jesus, porém, respondeu: “A Escritura diz: ‘Não tentarás o Senhor teu Deus’”. Terminada toda a tentação, o diabo afastou-se de Jesus, para retornar no tempo oportuno.