sexta-feira, 31 de maio de 2013

Foto Denúncia: MERCADO DO PEIXE EM XIQUE-XIQUE (BA).

Peixes frescos expostos em sujas bancas.

Banca de peixe sem as mínimas condições de higiene.

O peixe "Cari", sem o exoesqueleto, sobre a suja banca.
       Chega às raias do absurdo a forma como as autoridades xiquexiquenses, sejam Municipais, Estaduais  e até mesmo Federais se omitem sobre a falta de higiene e o atentado à saúde pública que todos os dias  acometem, sem o mínimo constrangimento, no nosso Mercado do Peixe.
          Nem mesmo a nossa "Secretaria Municipal de Saúde", de Xique-Xique, que tem como Órgão subordinado a "Coordenadoria de Vigilância Sanitária" tem se preocupado em fazer uma  "VIGILÂNCIA SANITÁRIA" no Mercado do Peixe.
                 Não conheço, em Xique-Xique (BA), outro local de venda de alimentos, e alimentos frescos, mais sujo e causador de epidemias do que o nosso Mercado do Peixe. As fotos que este Blog vem publicando, são chocantes.
           Por isso não entendo o descaso, principalmente quando temos vários médicos na Administração Municipal.

           COM A PALAVRA A SECRETARIA DE SAÚDE DE XIQUE-XIQUE.

       

Jornais de Xique Xique (BA): "A LUZ" - Nº 2

        O periódico "A LUZ", em seu segundo número  de 21 de fevereiro de 1932, na 1ª página, apresenta a seguinte manchete : "Tolerância Prejudicial", longo artigo em forma de editorial, assinado pelo Sr.Jaime Pucini.
         Na página dois temos o tema "De Que Mais Precisamos", é uma pesquisa de opinião, feita pelo próprio jornal, para identificar quais as obras públicas municipais são as preferidas da população.    
      Arrisca-se a sugerir que a construção de um mercado municipal e a conclusão do muro do cemitério público, talvez, sejam as prioridades. 
      Traz, também o artigo  "Que Idéia!" comentando o carnaval que passou.
     A matéria "Salve 16 de Fevereiro", fala sobre o aniversário do major Sancho Ribeiro da Cruz, herói da Guerra de Canudos.
A página três é dedicada aos anúncios comerciais.
A pagina quatro traz a matéria  "O Centenário da Paróquia" que antecipa algumas informações sobre os festejos do centenário da cidade que irá acontecer no dia 06 de julho de 1932, data da emancipação política do município de Xique-Xique.
Em seguida vem o tema "Rabiscando" assinado por "K D", tecendo comentários a respeito dos garimpos. O tema a seguir é "Viajantes" que informa ter seguido para Juazeiro, pelo navio "Raul Soares", o Sr. Bartolomeu Custódio Moraes (Seu Lameu). Registra também que esteve em Xique-Xique o major Eliezer Leite, comerciante e fazendeiro em Santo Inácio.
Fonte: "Senhor do Bonfim e bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro Neto
357

MÊS DE MAIO: COROAÇÃO DE NOSSA SENHORA


 
O Padre Airton Freire, profeta pernambucano que dá assistência material e espiritual aos catadores de lixo na periferia da cidade de Arcoverde (PE),  homenageia Nossa Senhora, com uma das suas mais belas canções cujo primeiro verso assim canta:

“Mês de maio chegou,
Início e fim de estação.
Bandeira branca no mastro Ao alto.
Preces nos lábios e terços na mão.
A gente humilde se reunia,
Mãe de mil nomes, Virgem Maria.
Trinta e uma noites de invocações.”

Isso apenas vem demonstrar a universalidade da devoção à Mãe do Salvador, principalmente no decorrer do mês de maio ou como é chamado o mês de Maria.
         Naturalmente, Xique-Xique (BA) não poderia se furtar a essa tradição mantendo-se omisso no mês mariano. Assim, ao lado das "Filhas de Maria", a xiquexiquense D. Adalgisa Barnabé, membro efetiva e atuante dessa comunidade, enquanto viveu, foi a responsável pela organização das homenagens prestadas a Nossa Senhora durante o mês de maio que sempre foi muito venerada pelo nosso povo.
Essa homenagem, genericamente denominada de “Novenas do mês de maio”, representava o tributo que, diariamente, o povo de Xique-Xique (BA) prestava à Virgem Maria durante todo o mês, culminando, no dia 31, hoje, com uma missa especial e a solene coroação de Nossa Senhora.
Eram 30 novenas presididas pelo Pároco com a participação maciça do povo xiquexiquense, principalmente as mulheres que formavam os movimentos das “Filhas de Maria” e a “Legião de Maria”. Para ter uma maior participação dos fieis, cada noite era patrocinada por uma comunidade que se encarregava de enfeitar a Igreja para o evento e se responsabilizar pela leitura de algum trecho sagrado bem como a “tirada” do terço.
Mesmo tendo 30 novenas no mês, face ao entusiasmo do povo em homenagear Nossa Senhora, não faltavam grupos de pessoas desejosas de se responsabilizar por uma das noites e por isso, D. Adalgisa, a coordenadora, tinha que agir com muito cuidado na distribuição das novenas para que um determinado grupo de leigos não viesse a se sentir preterido. Havia noites em que o patrocínio era dividido entre mais de uma comunidade.
Essas novenas eram muito importantes para a cidade pelo caráter de grande espiritualidade com que se revestiam trazendo assim uma paz e uma tranquilidade para todos os que participavam. Era bonito de se ver a devoção, o carinho e o amor com que as pessoas frequentadoras das novenas de maio homenageavam Nossa Senhora. A cada novena diária, o fervor era aumentado, com os devotos e devotas fazendo as orações à Mãe de Deus, pedindo-lhes a proteção que cada um precisava e preparando-se para o dia 31 de maio, o dia mais importante, o dia da coroação da Virgem Maria como a Rainha da Igreja.
Nesse dia a decoração do altar a cada ano era mais bonita e a cerimônia da coroação deixava a todos encantados pela beleza. Era lindo o altar repleto de crianças vestidas de anjos, nas cores azul, branca e rosa, todas com as asinhas prontas a voar para o céu. Era um privilégio a escolha da criança que iria ter a honra de colocar a coroa na cabeça de Nossa Senhora. Essas crianças, hoje já senhoras mães de família, ainda guardam na lembrança essa feliz oportunidade.
A Coroação de Nossa Senhora é uma solenidade que objetiva saudar, louvar e honrar a Virgem Maria, reconhecendo a Sua Maternidade Divina e sua Maternidade Espiritual da humanidade. Ela é Mãe da Igreja e, portanto, é nossa MÃE, constituída por Jesus Cristo, no derradeiro momento de sua vida. Por isso, a solenidade de coroação devia se revestir da maior pompa, respeito e profundo fervor espiritual, visando deixar evidente a devoção sincera da Comunidade Eclesial e a grandeza do amor de seus membros, que seria traduzido pela intensidade do carinho e do maior interesse que demonstrassem durante a cerimônia.
Da mesma maneira, Maria é Rainha por exercer um papel de liderança em relação ao Povo de Deus, e, graças ao seu prestígio, seu exemplo como primeira cristã e modelo da Igreja, representa um ponto de referência necessário para os fiéis. Nela podemos encontrar o segredo para nossa identidade como filhos de Deus e o modelo de como dar a Cristo uma posição maior em nossas vidas.
Hoje deve ter acontecido, em Xique-xique (BA), a grande festa da coroação de Nossa Senhora, COMO RAINHA DO CÉU E DA TERRA, homenagem que vem acontecendo na cidade há muitos anos, patrocinada e organizada pela "Filhas e filhos de Maria", "Legião de Maria" e demais devotos da Mãe de Deus.

 

 

 

 

 

 

 

Aconteceu em Xique-Xique (BA), no século XXI: O TERCEIRO HOSPITAL


No dia 09.06.2004, foi inaugurado em Xique-Xique (BA) o prédio que abrigaria o "Instituto do Coração de Xique-Xique", ou seja, o terceiro hospital da cidade. 
O projeto, elaborado pela "Fundação Irany Jordan", sediada na cidade de São Paulo, previa uma instituição especializada em doenças cardiovasculares.
Não sei porque, passados quase 10 anos, o prédio continua do jeito que foi inaugurado, sem equipamentos no seu interior e totalmente fechado.
A "Fundação Irany Jordan", caso realmente exista, deveria  doar o prédio, que está abandonado e sem serventia na cidade, a uma instituição que pudesse utilizá-lo em alguma obra social, já que não há interesse em instalar uma instituição hospitalar.

Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro Neto
1003

Aconteceu em Xique-Xique (BA), no século XX: EXTINTA ELEIÇÕES PARA INTENDENTE MUNICIPAL

O coronel Agrário de Magalhães Avelino, eleito nas eleições democráticas de 28.11.1911 para um mandato de 28.05.1912 a 25.05.1916,  foi o último Intendente Municipal de Xique-Xique (BA)  eleito pelos xiquexiquenses.
        No ano de 1915 uma reforma na Constituição do Estado da Bahia,  alterou a forma da escolha do cargo de Intendente Municipal bem como dos cinco Conselheiros Municipais. antes preenchidos em eleições democráticas.
       A partir da referida reforma Constitucional, as eleições foram suprimidas e os governadores baianos passaram a designar e nomear os Intendentes e os membros do Conselho Municipal em todos os Municípios da Bahia.
        Em função disso, para substituir o Coronel Agrário de Magalhães Avelino, cujo mandato terminou  no dia 25.05.2016, o governador da Bahia, Dr.  José Joaquim Seabra nomeou o coronel Cyro de Medeiros Borges para o cargo de Intendente Municipal de Xique-Xique, o qual governou de 1916 a 1918.

Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro Neto
221

Aconteceu em Xique-Xique (BA), no século XIX : GARIMPOS DO AÇURUÁ

       No 08.08.1837 o Presidente da Província da Bahia Francisco de Sousa Paraíso endereço ofício à Câmara Municipal de Xique-Xique (BA) indagando sobre a exploração das minas de ouro na Serra do Açuruá.
       No dia 10.10.1837, em resposta ao Ofício do Presidente, a Câmara Municipal de Xique-Xique (BA) confirma que foram encontradas enormes pepitas de ouro de pesos diversos e confessa a omissão do Município de Xique-Xique em cobrar dos mineradores e garimpeiros os devidos impostos como determina a Lei dos Direitos do Ouro.
        Assinam a resposta, os seguintes vereadores: Clemente Britoaldo de Magalhães – presidente, José de Sá e Lira, José Antônio M. Barreto – suplente, Manoel Netto Martins e José Rufino de Magalhães.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro Neto.
61

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Enchente do São Francisco, em Xique-Xique BA, no ano de 1979:FEIRA LIVRE

Feira livre na Praça 6 de julho
A cheia do Rio São Francisco, no ano de 1979, uma das maiores, deslocou a feira livre das imediações do Mercado Municipal para a Praça 6 de julho, hoje também conhecida como Praça da Caldeira.

Prédios privados de Xique-Xique BA: ARMAZÉM DA FAMÍLIA MORAES


       Nesse prédio (o azul), situado na Rua Belo Horizonte, o cidadão Custódio B. Moraes exerceu a atividade comercial durante muitos anos, sucedendo ao seu pai, Sr. José Custódio Moraes, conhecido como Seu Zeca, que além de possuir barcas navegando pelo Rio São Francisco era ali estabelecido comercialmente.
        
 

Estaleiro de Xique-Xique (BA): VELHAS BARCAS


Velhas barcas, casco de madeira, aguardam na fila em frente ao estaleiro, o momento que serão recuperadas e assim puderem voltar à navegação no São Francisco.

Xiquexiquenses Ilustres: DEMÓSTHENES BARNABÉ DA SILVA


O Sr. Demósthenes Barnabé da Silva nasceu no dia 19 de maio de 1912 no município de Brotas de Macaúbas(BA), filho do Sr. Petronílio Barnabé da Silva e de D. Maria Rodrigues Silva, tendo vindo para Xique-Xique BA, ainda na infância quando seus pais  resolveram mudar de cidade. Em Xique-Xique, aos sete anos,  foi alfabetizado em escola particular pela professora Laura Viana. No ano de 1922, aos 10 anos,  estudou o 1º ano com a mesma professora, na Escola Pública Isolada, situada na  Rua Góes Calmon. Nos anos de 1923 e 1924, ainda em Xique-Xique, fez o 2º e o 3º curso, na Escola Pública Isolada, da professora ‘Dona’.
No ano de  1925 foi para a  cidade de Barra (BA), onde se preparou para o exame de admissão ao ginásio, no qual foi aprovado no "Colégio Ypiranga" em Salvador BA.
 Após concluir o curso ginasial no "Colégio Ypiranga", Demósthenes  incorporou-se  ao Exército Brasileiro, servindo em Sergipe, Alagoas e Rio de Janeiro. Nesta última cidade, como escriturário, ficou lotado no gabinete do major Comandante do Pelotão Extra.
Sempre manteve o apego que tinha aos livros o que  o transformou  em um intelectual, escrevendo para inúmeros jornais importantes, de Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo.
Foi funcionário público em São Paulo e depois no Rio de Janeiro. Escreveu crônicas, artigos e poemas fantásticos.
Retornando a Xique-Xique, foi Secretário Municipal  em duas ocasiões, ou seja, do prefeito Túlio Mendes da Silva (1943-1945) e do prefeito João Ferreira Filho (1973-1977), tendo, em 1967, criado um pequeno jornal na cidade.
 Demósthenes casou-se em 15 de junho de1945,  com D. Amélia Magalhães Silva,  na Igreja Matriz Senhor do Bonfim, em Xique-Xique, tendo a  cerimônia sido presidida pelo padre José de Oliveira Bastos, ‘padre Bastos’.
O casal teve dois filhos: Terezinha Maria Magalhães Silva Alvim e José Magalhães Silva.
Demósthenes Barnabé da Silva faleceu no dia 16 de março de 1974, em Xique-Xique, quando  era secretário municipal, servindo à administração do prefeito João Ferreira Filho. A Câmara Municipal da cidade o homenageou, pela Lei Municipal nº 287, de 04 de abril de 1988, denominando Rua Demósthenes Barnabé da Silva a antiga Rua Dois, no bairro Polivalente.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique" de Cassimiro Neto. 
219

Foto Interessante de Xique-Xique BA: O "FOG" DE XIQUE-XIQUE (BA)


Após uma intensa chuva Xique-Xique (BA),  foi tomada por intenso nevoeiro que cobriu toda a pequena cidade baiana.

PRIMEIRA CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE XIQUE-XIQUE (BA).

Xique Xique realiza a 1ª. Conferência da Cidade

Infra Estrutura

Xique-Xique realiza a 1ª. Conferência da Cidade


          A 1ª Conferência Municipal da cidade de Xique-Xique assim como a 5ª Conferência Estadual e Nacional das cidades terá como lema: “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já” e com o tema: “A Importância do Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano e os desafios para sua efetivação”.
      Convocada através do Decreto Municipal nº 024/2013, de 21 de fevereiro de 2013, a Conferência foi realizada no dia 24 de maio, objetivando propor a interlocução entre autoridades e gestores públicos estaduais e municipais com os diversos segmentos da sociedade sobre assuntos relacionados à política nacional, estadual e municipal de desenvolvimento urbano.        
         Propiciar a participação popular de diversos segmentos da sociedade, considerando as diferenças de sexo, idade, raça e etnia para a formulação de proposições, realização de avaliações sobre as formas de execução da política estadual de desenvolvimento urbano e suas áreas estratégicas.
         A 1ª Conferência Municipal da Cidade foi coordenada  pela comissão  presidida pelo Sr. Bruno Dantralves, segundo o decreto municipal 37/2013 de 02 de maio de 2013.
         A Conferência aconteceu em Xique-Xique (BA),  no auditório da UNEB- Campus XXIV às 08hs da manhã.
         O resultado dos trabalhadores será condensado em relatório final e enviado ao Conselho Estadual de Desenvolvimento Urbano.
 
         Este Blog, sempre interessado em tudo que acontece em Xique-Xique BA, louva a iniciativa dos patrocinadores de tão importante Conferência, principalmente a 1ª sobre a cidade de Xique-Xique.
      No entanto, é necessário que o Relatório final, seja, também, amplamente divulgado para toda a população da cidade para que não vire letra morta e sem nenhuma eficácia.
         O povo gostará de saber o que foi discutido e decidido, principalmente, sobre o "desenvolvimento urbano do Município" já que o objetivo da Conferência  foi  "propor a interlocução entre autoridades e gestores públicos estaduais e municipais com os diversos segmentos da sociedade sobre assuntos relacionados à política nacional, estadual e municipal de desenvolvimento urbano".     
É bom lembrar que o lema da Conferência foi: “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já
         Este Blog tem muito interesse em publicar o que foi acertado sobre o "desenvolvimento urbano de Xique-Xique.
 

Lei Complementar nº 131/2009 - PORTAL DA TRANSPARÊNCIA.

 
A Lei Complementar 131, de 27 de maio de 2009, determina que todas as Prefeitura Municipais do Brasil disponibilizem, em tempo real, as informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira  dos Municípios.
Conforme definido pelo Decreto nº 7.185/2010, a liberação em tempo real se refere à disponibilização das informações, em meio eletrônico que possibilite amplo acesso público, até o primeiro dia útil subseqüente à data do registro contábil no respectivo sistema, sem prejuízo do desempenho e da preservação das rotinas de segurança operacional necessários ao seu pleno funcionamento.
Devem se divulgados todos os atos praticados pelas Prefeituras Municipais no decorrer da execução da despesa, no momento de sua realização, com a disponibilização mínima dos dados referentes ao número do correspondente processo, ao bem fornecido ou ao serviço prestado, à pessoa física ou jurídica beneficiária do pagamento e, quando for o caso, ao procedimento licitatório realizado;
Devem ser divulgados, também o lançamento e o recebimento de toda a receita do Município, inclusive referente a recursos extraordinários
O prazo para cumprimento dessa Lei, por parte das Prefeituras Municipais esgotou-se no dia 28 de maio deste ano.
Conforme disposto na Lei Complementar 131/2009, a Prefeitura Municipal  que não disponibilizar as informações no prazo estabelecido fica impedida de receber as verbas transferidas voluntariamente.
        A Lei Complementar 131 determina o prazo de atualização e o conteúdo mínimo de informações sobre receita e despesa que devem ser divulgadas na internet. No entanto, boas práticas de promoção da transparência provam desejáveis a consideração de critérios de boa usabilidade, apresentação didática dos dados e em linguagem cidadã, possibilidade de download do banco de dados e canal de interação com os usuários.
       Tenho certeza que a grande maioria das Prefeituras já estão com essa transparência em plena atividade, principalmente pelo longo tempo - 4 anos - que foi dado, pelo legislador, para que se adaptassem.
      No meu entendimento de leigo no assunto, vez que sou apenas usuário, as Prefeituras devem disponibilizar para os Munícipes, via internete, as seguintes informações: total das RECEITAS, total das DESPESAS, relação de FORNECEDORES, AGENTES PÚBLICOS, PRESTAÇÃO DE CONTAS, ESTRUTURA ADMINISTRATIVA, LICITAÇÕES REALIZADAS, LICITAÇÕES PUBLICADAS, CONTAS ENVIADAS À JUSTIÇA ELEITORAL, etc.
Gostaria de poder acompanhar a transparência da gestão municipal da minha cidade XIQUE-XIQUE (BA).

 

Secretaria Municipal da Saúde, de XIQUE-XIQUE (BA).

                      SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE XIQUE-XIQUE (BA)

         Acessando o sítio da Prefeitura Municipal de Xique-Xique BA, este Blog constatou  que  existe uma Secretaria de Saúde na Cidade e que, entre  suas atribuições está, em primeiro lugar, "planejar, orientar, supervisionar e executar a política sanitária municipal nos aspectos de promoção, prevenção e recuperação da saúde da população".
        Entre os Órgãos subordinados diretamente ao Secretário da Saúde, constam a Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica e Coordenadoria de Vigilância Sanitária e Ambiental.
         A PERGUNTA DO BLOG É A SEGUINTE: O QUE PENSA ESSA SECRETARIA DA SAÚDE  EM RELAÇÃO À VIGILÂNCIA SANITÁRIA QUE DEVE SER FEITA NO MERCADO DO PEIXE DA CIDADE?

              Os leitores deste Blog gostariam de ouvir uma resposta.


Barcas do Rio São Francisco: "ARCA DA ALIANÇA" e "DINAMARCA"



As "Arca da Aliança" e "Dinamarca" são duas das principais barcas que navegam pelo Rio São Francisco fazendo o comércio ambulante nas cidades ribeirinhas, que sempre caracterizou esse tipo de embarcação.
Têm, todavia, preferência pelo porto fluvial de Xique-Xique BA. 

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Pôr do Sol em Xique-Xique BA: O LAGO IPUEIRA


As barcas ancoradas no porto fluvial de Xique-Xique, assistem ao belo pôr do Sol, xiquexiquense.

Arte Sacra na Bahia: LAVABO

 
O Lavabo do refeitório do Convento de Santa Teresa é um belo exemplo de integração bem sucedida de materiais diversos: azulejos, arenito e mármores de cores distintas. Os azulejos empregados são de inspiração mudéjar, de origem servilhana, com motivos de laçaria branca, conforme ressaltou Udo Knoff (c.1667-1685).
Esta peça está no Museu de Arte Sacra da Bahia.
Fonte: "Bahia: Tesouros da Fé"
Foto: Sérgio Benutti

Mensagem Bíblica: MARCOS 10,37

ELES RESPONDERAM: "QUE NOS SENTEMOS UM À TUA DIREITA,  OUTRA À TUA ESQUERDA NA TUA GLÓRIA".

terça-feira, 28 de maio de 2013

Mensagem Bíblica: ECLESIÁSTICO 35,5

AFASTAR-SE DO MAL, EIS O QUE AGRADA AO SENHOR; O SACRIFÍCIO DA EXPIAÇÃO É APARTAR-SE DA INJUSTIÇA. 

ANIVERSÁRIO DE XIQUE-XIQUE (BA): RETIFICAÇÃO DA DATA.


ANIVERSÁRIO DE XIQUE-XIQUE (BA).

          A partir do início do próximo mês de junho começa na cidade a contagem regressiva para a semana de festas em homenagem ao que se convencionou como os 84 anos  de  idade da cidade de Xique-Xique (BA), comemorado no dia 13 de junho.
          Este Blog deseja informar aos leitores  que o aniversário de Xique-Xique, vem sendo, erroneamente, comemorado no dia 13 de junho  em função do Decreto Municipal nº 50 de 23.12.1969. 
          Naquele ano, a nossa Câmara de Vereadores determinou sem nenhuma base histórica que  a nossa cidades estaria completando 42 anos de existência, pois, admitiram que fora emancipada no dia  13 de junho de 1928. 
          Mas, pela verdade histórica, Xique Xique (BA), neste ano de 2013, estará completando, no dia 06 de julho,  181 (cento e oitenta e um) anos de existência como cidade, pois a sua emancipação política  realmente aconteceu no dia 06 de julho de 1832, por Decreto do Conselho Provincial da Bahia.
V        ejamos o que diz o nosso historiador maior, Prof. CASSIMIRO MACHADO NETO, em seu livro “Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique - História de Chique Chque” Ed. 1999:

        "o Município de Chique-Chique (BA) foi emancipado do Município de Jacobina (BA) no dia 06 de julho de 1832, por Decreto do Conselho Provincial da Bahia, tendo sido instalado no dia 23 de outubro de 1834, com a posse da primeira Câmara de Vereadores, composta por 7 vereadores eleitos pelo povo.”

     Informa ainda o nosso historiador :

          “...a sede do município permaneceu durante 96 anos com a denominação de VILA, pois, pela Constituição Imperial, de 25 de março de 1824, esse era o nome dado a todo município que fosse criado cuja sede tivesse menos de (5.000) cinco mil habitantes. Somente em 13 de junho de 1928, quando a sede do município atingiu a marca de 5.000 habitantes, recebeu a denominação de CIDADE, através da Lei Estadual nº 2.082."

Conclui, ainda, a pesquisa do ilustre Professor Cassimiro:

       "Através de Carta Imperial, assinada no ano de 1842 por Dom Pedro II, o Dr.  João Maurício Wanderley, futuro Barão de Cotegipe,  foi  nomeado Juiz Municipal de Órfãos de  Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique, que foi o primeiro Juiz da cidade, graduado em Direito, vez que até então os juízes antecessores eram leigos"

         "No dia 17.12.1841 o presidente da província da Bahia Dr. Joaquim José Pinheiro de Vasconcelos, comunicou à Câmara Municipal de Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique a designação do  novo Promotor  da cidade, Sr. Pedro Manoel da Silva Albuquerque e designado em 17 de dezembro de 1841."

           Essas afirmações do nosso pesquisador são corretas e se amparam em acurada pesquisa ratificadas, ainda, pela grande festa que aconteceu no dia 06 de julho de 1932, promovida pelo  então Prefeito Municipal de Xique-Xique, Cel. José de Souza Nogueira, em  comemoração ao centenário da cidade. 
             Para  marcar tão importante data mandou construir, no pequeno largo situado nos fundos da Igreja Matriz do Senhor do Bonfim,  uma pequena área ajardinada tendo no centro um modesto obelisco e dando a esse logradouro o nome de “Praça 06 de julho”, que ficou conhecida por todos os xiquexiquenses como “O Pirulito” e que, atualmente, por abrigar a velha caldeira, passou a ser conhecida como a “Praça da Caldeira”.

       Mas,  ainda estão lá, placas com o verdadeiro nome da praça, afixadas, uma na parede do Clube Operário e outra na residência do Sr. Francisco Rodrigues Soares (foto).
       Xique Xique (BA) é, portanto, cidade, com Câmara de Vereadores, Juiz de Direito e Promotor desde julho de 1832. Verifiquem que a data que consta no Brasão do Município é 06 de julho de 1832, a correta.

Foto do Rio São Francisco: O "DJALMA DUTRA" e a BARCA


Era o tempo das barcas movidas a vela e à vara. As barcas de tolda. Ainda distante o advento das barcas a motor.
Nesse tempo os vapores já faziam sucesso, navegando pelo  Rio São Francisco transportando gente e mercadorias.
Na foto o "Djalma Dutra" um dos mais conhecidos vapores, ancorado, talvez apanhando lenha, que era o seu combustível.
Tanto a barca quanto o vapor não mais  existem.
Foto: Marcel Gautherot

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Mensagem Bíblica: ECLESIÁSTICO 17, 21

MAS O SENHOR É BOM E CONHECE A QUEM FORMOU, NÃO OS DESAMPARA E NEM DEIXA DE PERDOÁ-LOS.

Mensagem do Padre Airton Freire para o dia 27 de maio

SERVUS!
O amor acontece no incondicional da demanda: sem apresentar nenhuma condição, o amor acontece. Quando o amor acontece, a alma nada mais reclama. Quando o amor acontece, é preciso tão só nele persistir. O amor contigo tem a ver. Amar é uma forma de sofrer, mas também uma razão para se alegrar e para existir. Ama simplesmente e o amor te salvará.
Que Deus te abençoe.
"Um minuto com você", Padre Airton Freire.

domingo, 26 de maio de 2013

Parque Aquático de Xique-Xique (BA): FINAL DE SEMANA



É assim que fica o nosso Parque Aquático nos finais de semana, quando o povo de Xique-Xique e das cidades vizinhas para lá se dirige a procura de lazer para os filhos e de um lugar agradável para amenizar o calor da região sãofranciscana.

Evangelho Dominical: A VINDA DO PARÁCLITO

                                                     JOÃO 16, 12-15

 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender agora. Quando, porém, vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à plena verdade. Pois ele não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido; e até as coisas futuras vos anunciará.
Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará. Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse que o que ele receberá e vos anunciará, é meu”.

sábado, 25 de maio de 2013

Foto Aérea de Xique-Xique BA: Avenida J. Seabra


Foto aérea da cidade, trecho da Avenida J. Seabra onde está localizado a "Escolas Reunidas César Zama", entre a Rua Rosa Baraúna e Rua Mário Rapadura.
A Avenida J. Seabra está no sentido horizontal, paralela ao início da rodovia BA.52 - Xique Xique/Salvador - que aparece ao fundo.
Foto: Édson Nogueira. 

Foto antiga de Xique-Xique (BA): Desfile de Sete de Setembro


Desfile dos alunos do Colégio Municipal Senhor do Bonfim em homenagem à Independência do Brasil.
A foto foi colhida no momento que que desfilavam pela Praça Getúlio Vargas.
Foto: Afonso

Mensagem Bíblica: ECLO 17,11

CONCEDEU-LHES ALÉM DISSO A CIÊNCIA E ENTREGOU-LHES, POR HERANÇA, A LEI DA VIDA, A FIM DE REFLETIREM QUE AGORA SÃO MORTAIS.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Foto Denúncia: MERCADO DO PEIXE EM XIQUE-XIQUE (BA).

O saboroso peixe Pocomon exposto numa suja banca.

A salga do peixe é feita sem a mínima higiene.

 
O "mercado" do Peixe, em Xique-Xique BA é um excelente exemplo de como não deve ser vendido o pescado.
Infelizmente parece que os meus conterrâneos se acostumaram com a sujeira e falta de higiene presentes no "mercado" e talvez entendam que isso é normal nas outras cidades.
O pior de tudo isso é que as nossas autoridades municipais nunca se preocuparam em transformar esse equipamento num centro de referência da venda de pescado para a região, no que pese termos contado com alguns prefeitos graduados em medicina.
Assim, só nos resta que o nosso Padroeiro Senhor do Bonfim nos livre dos males que essa sujeira possa nos causar. 

Aconteceu em Xique-Xique (BA), no século XX: ÚLTIMAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

      No dia 28 de novembro de 1911 foram realizadas eleições municipais na Bahia, e,  para Intendente Municipal de Xique-Xique foi eleito o coronel Agrário de Magalhães Avelino, para exercer o mandato entre 1912 e 1916.
    O Conselho Municipal também teve eleitos seus cinco conselheiros, no mesmo dia 28 de novembro de 1911. Os nomes eleitos foram os seguintes:: coronel Francisco Xavier Guimarães, coronel Francisco Dionísio dos Santos, coronel Manoel Antunes Bastos, coronel Joaquim de Figueiredo Rocha e coronel Manoel Teixeira de Carvalho. 
       Este pleito eleitoral para intendentes e conselheiros municipais foi o último desde sua instituição através da Constituição do Estado da Bahia de 02 de julho de 1891 e, a partir novembro de 1911 o preenchimento desses  cargos  passaram a ser feitos  pelo arbítrio e vontade do governador.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro Neto. 

202

Aconteceu em Xique-Xique BA, no século XIX - PEPITAS DE OURO NA SERRA DO AÇURUÁ

No dia 08 de agosto de 1837 (cinco anos após a emancipação de Xique-Xique),  o presidente da Província da Bahia Dr. Francisco de Sousa Paraíso ofíciou a Câmara Municipal da cidade indagando sobre a exploração das minas de ouro que estariam acontecendo na Serra do Açuruá e quais as providências tomadas para a cobrança dos impostos, vez que essas terras pertenciam, na época, ao município do Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique-Chique.
 O presidente da província da Bahia  afirmava, no Ofício, estar informado da extração de uma porção de ouro grosso nas minas da Serra do Açuruá, que pesou arrobas e pedaços diversos que pesaram libras.
A existência de ouro na Serra do Açuruá é fato notório, pois, ainda hoje, quando chove bastante naquela Serra  e os inúmeros riachos transbordam, a força das águas faz o cascalho fino se mover, o que ocasiona o aparecimento de pequenas pepitas de ouro, que muito contribuem para auxiliar os orçamentos domésticos dos garimpeiros que vão lá trabalhar e se aventurar.

60

Aconteceu em Xique-Xique BA, no século XXI: IV SEMANA DO RIO SÃO FRANCISCO

A Fundação de Desenvolvimento Integrado do São Francisco – FUNDIFRAN realizou entre os dias 19 e 28 de outubro do ano 2000, a IV Semana do Rio São Francisco.
A temática geral foi "Vamos Salvar o Velho Chico" contando ainda com várias frases de efeito para chamar bastante a atenção dos participantes.
Durante o evento a direção da FUNDIFRAN ofereceu aos freqüentadores inúmeras opções de participarem tais como horários específicos de exposições, debates, apresentações culturais, limpeza e pintura artística do cais, palestras sobre meio ambiente e exposição fotográfica e outras atividades.
A IV Semana do Rio São Francisco foi realizada simultaneamente nas cidades de Xique-Xique e de Ibotirama. Todos os colaboradores da FUNDIFRAN em Xique-Xique e em Ibotirama tiveram participação ativa: Edimilton Cerqueira (diretor-presidente), Martinha dos Santos Souza (diretora-financeira), Josefa Elze de Jesus (secretária), Alberto Carlos de Lima, Carmem Lúcia Alves, Dermeval Oliveira, Edison Ribeiro dos Santos, Taciana de Carvalho, Adriana Gomes Chaves, Belmiro dos Santos, Cristine Ferreira Silva, Clidenor José dos Santos e Jorge Luiz da Cruz.    
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro Neto
1000
 

Jornais de Xique-Xique BA: "A LUZ" - 1ª Edição

         Logo que o periódico "A ORDEM" encerrou suas atividades no dia 20,12,1931,  outro semanário denominado "A LUZ", foi criado novo semanário, composto e impresso em Xique-Xique e, no dia 14.02.1932 circulou o primeiro número, tendo do Sr. Jaime Pucini como fundador e diretor-gerente.
        Nessa primeira edição o "A LUZ" traz uma reportagem  com o título "Garimpos de Açuruá" acerca da determinação governamental de suspender e proibir o garimpo manual, por ter o mesmo a intenção de passar a exploração dos garimpos da Serra do Açuruá para uma empresa multinacional explorá-los mecanicamente.
        Depois traz a matéria "Pela Rodovia", uma entrevista ´que o semanário fez com o  Prefeito Municipal coronel José de Souza Nogueira, sobre a Estrada de Santo Inácio a Xique-Xique, tendo o prefeito declarado ter mandado construir um "mata-burro" na altura do quilômetro 7 daquela rodovia. O jornal enaltece a iniciativa do Executivo Municipal e formula votos de que sejam reiniciadas as obras de construção da estrada, paralisadas na altura do quilômetro 37.
       A página dois, é  reservada  para artigos assinados por simples abreviaturas preservando a verdadeira identidade dos colaboradores.                                           
        A página três, traz somente anúncios comerciais: "Livraria Rui Barbosa", do Sr. Olímpio Antunes Bastos; "Clínica-Médica"  do Dr. Oscar Coelho de Aquino; "Padaria Especial"  de D. Febronia Virgínia da Mata; "Loja Abrigo da Humanidade" do Sr. Lithercílio Baptista da Rocha; "Quereis Aprender Talhar?" da Sra. de Maria Alves Lopes; "Loja Popular"  do Sr. Aurélio Gomes Miranda.
A página quatro apresenta sua primeira reportagem com o título "Feliz Providência", trazendo as informações sobre a chegada a Xique-Xique de três indivíduos presos e acusados de assassinato e banditismo praticados no interior do município, tendo sido capturados no município de Barra. Chegaram pelo vapor "Djalma Dutra."
Com o título "Retiro das Filhas de Maria"  noticia  que no dia 07 de fevereiro último, às 07h00min horas da manhã, encerrou-se o evento referido, com a celebração de missa, pelo frei Elias, na Igreja Matriz do Senhor do Bonfim. Participaram do retiro as jovens Virgínia Custódio Moraes, Nair Teixeira, Nilza Soares, Ariene Lustoza, Luzia Ferreira e Stela Peregrino.
Alguém que assina com as inicias K. D. escreve um artigo intitulado "Rabiscando", explicando porque foi criado o jornal A LUZ; com o título "Atenção", vem a informação de que o Sr. Tiburtino Barreto foi nomeado representante de uma companhia de seguros.

Mensagem Bíblica: ECLO 6,5

PALAVRAS AMÁVEIS MULTIPLICAM OS AMIGOS E UMA LINGUA BEM FALANTE MULTIPLICA A BONDADE.

Mensagem do Padre Airton Freire para o dia 24 de maio

SERVUS!
O amor elimina toda dor, mesmo quando sofrer seja o preço a se pagar por ele. O amor traz um lampejo de luz, uma forma de viver, uma maneira de ser inconfundível em todo e qualquer momento. O amor tem sua cota de dor, muito embora haja quem faça do amor uma forma de sofrer, de padecer. Há quem sofra por amor não ter, há quem sofra quando vem a conhece-lo. Por isso, se o amor à tua porta, um dia, vier a bater, saiba tu que ele poderá  tanto te alegrar quanto te fazer sofrer, mas somente por amor vale a pena viver.
Que Deus te abençoe.
"Um minuto com você", de Padre Airton Freire.

Prédios Públicos em Xique-Xique BA: ESCOLAS REUNIDAS CÉSAR ZAMA


A "Escolas Reunidas César Zama" situada no final da Av. J Seabra, foi, durante muito tempo, a única escola pública estadual de Xique-Xique. Inaugurada no dia  07 de setembro de 1937, pelo Prefeito Municipal Cel. Francisco Xavier Guimarães, teve como sua primeira Diretora a Profa. Honezinda Teixeira da Rocha. A Profa. Maria Custódio Chaves, conhecida como Profa. Nenem, minha Mãe, foi uma das 4 professores que inauguraram o "Prédio" como era conhecido. 
Eu, bem como todos os xiquexiquenses da minha geração, estudei no "Prédio" onde fiz o Curso Primário no período de 1950 a 1954.

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Foto Interessante em Xique Xique (BA): FESTA DA CIDADE.


Festa da cidade, comemorada, indevidamente, no dia 13 de junho, em função  do que se convencionou que a emancipação da cidade ocorrera no dia 13 de junho de 1928, quando na realidade o fato aconteceu no dia 6 de julho de 1832.

Enchente de 1979 em Xique-Xique BA: RUA BELO HORIZONTE


A Rua Belo Horizonte, rua pequena, começa no cais do rio e termina na Praça D. Máximo. Em face da sua posição proximidade e situação perpendicular ao Rio São Francisco é a primeira a receber as águas das enchentes.
A foto mostra as casas dessa rua com a água chegando à parte superior da portas.

Estaleiro de Xique-Xique BA: NOVAS BARCAS


Novas barcas saem do estaleiro de Xique-Xique (BA), com cascos de aço ou de madeira, em perfeitas condições de navegabilidade.

Xiquexiquenses ilustres: SR. FRANCISCO EMERENCIANO DA CRUZ



O Sr. Francisco Emerenciano da Cruz, nasceu no dia 02 de setembro de 1895, em Xique-Xique (BA), filho do Sr. Salustiano Emerenciano da Cruz e de D. Ana Francisca da Cruz. Foi alfaiate, carteiro e funcionário público municipal, havendo exercido, no ano de 1946, o cargo de secretário do Prefeito Municipal  Naylor de Souza Nogueira.
O Sr. Francisco Emerenciano foi o último prefeito municipal  de Xique-Xique,  nomeado pelo governador da Bahia, e exerceu o mandato de  12 de dezembro de 1947  a 16 de janeiro de 1948. No final de sua gestão transferiu o cargo, no dia 16.01.1948, ao Sr.  Aurélio Gomes Miranda, primeiro prefeito eleito de Xique-Xique.
Coube ao Sr. Francisco Emerenciano da Cruz a honra de ser escolhido pelo governador do estado da Bahia Otávio Mangabeira para substituir o Prefeito Municipal Custódio Moraes e fechar o ciclo de quinze anos das nomeações aleatórias iniciadas no dia 20 de novembro de 1930, com a nomeação do coronel José de Souza Nogueira, para o mesmo cargo.
Fonte: "Senhor do Bonfim e Bom Jesus de Chique Chique", de Cassimiro M. Neto.
 

 

 

Mensagem Bíblica: MARCOS 9, 41

E QUEM VOS DER UMCOPO DE ÁGUA PORQUE SOIS DE CRISTO, EM VERDADE VOS DIGO, NÃO PERDERÁ SUA RECOMPENSA.

Mensagem do Padre Airton Freire para o dia 23 de maio

Servus!
Há pessoas que geram, e o que por elas é gerado nunca se acaba.Há pessoas que deixam em seu coração um espaço para a criatividade, um espaço para plasmar uma ideia que depois em ação será transformada. Essas pessoas são pais, mães, modelos, luzeiros para a humanidade - o mesmo poderemos ser para elas. Tais pessoas desataram nós, estiveram à frente do seu tempo, deram muito de sua vida ao tempo presente. Elas, que caminham nomeio de nós, merecem nossa reverência.
Que Deus te abençoe.
Fonte: "Um minuto com você", do Padre Airton Freire.

Barcas do Rio São Francisco: "FINAL FELIZ"


A barca "Final Feliz" é uma das maiores que navegam pelo Rio São Francisco e sempre está presente no porto fluvial de Xique-Xique BA.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Pôr do Sol em Xique-Xique BA: O LAGO



Pôr do Sol apreciado por quem se coloca em frente ao Mercado do Peixe.
Diariamente o astro rei apresenta esse belo espetáculo quando se esconde por detrás da Ilha do Gao Bravo.

Arte Sacra na Bahia: SACRÁRIO


Sacrário monumental em prata fundida, modelada, repuxada e cinzelada. Segunda metade do século XVIII. Seus pontos altos são o dossel sobre a porta, as cariátides que lhe flanqueiam  e sua ornamentação em desenhos  de rocalha (D. José I)
Sacrário da Capela-mor do Convento de Santa Clara do Desterro, em Salvador BA.
Fonte: Bahia: Tesouros da Fé
Foto: Sérgio Benuti

Barcas de tolda


Essas barcas navegavam no médio São Francisco na década de 1940.
Fonte: "CARRANCAS  do São Francisco", de Paulo Pardal.

Mensagem Bíblica: ECLO 4, 12

QUEM AMA A SABEDORIA, AMA A VIDA; E OS QUE A PROCURAM DESDE A AURORA, SERÃO REPLETOS DE ALEGRIA.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Mensagem do Padre Airton Freire para o dia 21 de maio

Servus!
Aquele que é sereno e humilde vencerá tempestades. A humildade é uma forma de superação da arrogância, que precipita o sujeito a caminhar na contramão. A serenidade é uma forma de dar um basta à ansiedade. A serenidade resulta da confiança em Deus e em si mesmo bem como da esperança de achar o que  se procura. A serenidade resulta de se viver na verdade, na coerência e na tranquilidade de quem sabe para onde ir. Vive serenamente. Vive humildemente, e, se tempestades vierem a acontecer sobre elas tu triunfarás.
Que Deus te abençoe.
Fonte: "Um minuto com você" do Pe. Airton Freire.

Foto do Rio São Francisco: O PESCADOR E O SURUBIM



O pescador conseguiu apanhar um belo exemplar de Surubim, peixe nobre do Rio São Francisco e agora pretende vendê-lo pois disso depende a sua subsistência e da sua família. 
Foto< Marcel Gautherot

Baixio de Xique-Xique (BA): O PROJETO DE IRRIGAÇÃO.



                                            BAIXIO DE XIQUE-XIQUE (BA)

 
 
  
Tomada d'água no Rio São Francisco, em Xique-Xique BA
 
Grande Canal no Município de Xique-Xique BA
 
       Informo aos seguidores e leitores deste Blog que a população da cidade de Xique-Xique (BA) não concorda com a denominação de BAIXIO DE IRECÊ dada ao Projeto de Irrigação que está sendo implantado no Município de Xique-Xique (BA), local onde estão situados o "BAIXIO" e a ÁGUA necessários à existência do referido Projeto de Irrigação.
       Denominá-lo de "BAIXIO DE IRECÊ" é um grande engano e, acredito, mesmo, que os habitantes da cidade de Irecê (BA) não devam sentir-se confortáveis com essa indevida denominação pois, sabem, mais que ninguém, que naquele Município não tem "baixio", e nem água para irrigação além de ficar a uma distância de mais de 100 km da margem do Rio São Francisco, local da tomada d'água e do canal principal (foto).
      Como acredito não serem eles os autores da equivocada denominação e sim que tenha partido de algum técnico que desconhece a realidade dos fatos, bem que os habitantes da cidade de Irecê poderiam ser parceiros dos Xiquexiquenses nesse pleito de mudança do nome do Projeto para "BAIXIO DE XIQUE-XIQUE", a não ser que queiram compactuar com essa usurpação.